Como se preparar para a cirurgia

Não sabe como se preparar para a cirurgia? Ensinamos 8 dicas básicas que você deve levar em conta para enfrentar o processo com sucesso.
Como se preparar para a cirurgia

Última atualização: 14 dezembro, 2022

A preparação para a cirurgia é um passo essencial se você deseja contribuir para o sucesso do procedimento e reduzir os tempos de recuperação. Isso não apenas permitirá que você antecipe o processo em si, mas também condicione sua mente e seu corpo à intervenção. Hoje preparamos 8 passos que todos deveriam saber para se preparar para a cirurgia.

Independentemente dos riscos associados ao procedimento ou da natureza do mesmo, é natural que você tenha dúvidas sobre o mesmo. A preparação para a cirurgia não envolve grandes esforços, e cada uma das etapas contribui positivamente para o controle de todo o processo. Se você está prestes a entrar na sala de cirurgia, ensinamos o que fazer para se preparar para a cirurgia.

Passos para se preparar para a cirurgia

Como nos lembra a Sociedade Americana de Anestesiologistas (ASA), parte da preparação para a cirurgia envolve estar profundamente envolvido no processo. Embora isso seja importante, também é importante estar atento a esses pequenos detalhes que muitas vezes passam despercebidos.

A primeira coisa a considerar é se a cirurgia será ambulatorial ou hospitalar. Certamente, a forma como você se prepara física e mentalmente varia de caso para caso. Os passos exatos estão condicionados ao tipo de intervenção, por isso o conselho de preparação para a cirurgia que damos é geral.

Neles também damos por certo todo o processo anterior que o levou à intervenção (check-up pré-operatório, assinatura do consentimento informado e outros). Dessa forma, ensinamos algumas diretrizes básicas que ajudarão você a se sentir confortável e navegar com sucesso pela sala de cirurgia. Não se esqueça de considerá-los um por um de acordo com as indicações.

1. Informe-se sobre a cirurgia e a equipe médica

O primeiro conselho para se preparar para a cirurgia é se informar adequadamente sobre o processo em si. Não estamos falando de fazê-lo de maneira geral, mas de maneira profusa. Entre outras coisas, certifique-se de responder às seguintes perguntas antes de enfrentar uma intervenção deste tipo:

  • Qual é o objetivo específico da cirurgia?
  • Quanto tempo vai durar?
  • Qual será a duração do processo de recuperação?
  • Quão essencial é para a minha saúde?
  • Qual a experiência e qualificação da equipe médica?
  • A instalação possui a devida licença?
  • Quem fornecerá a anestesia?
  • Quais são os riscos associados à intervenção?

Estas são as perguntas básicas que você deve responder, embora você possa fazer outras na mesma ordem de acordo com suas dúvidas. É conveniente que você conheça os tratamentos alternativos e os benefícios diretos da intervenção.

É recomendável que você faça essas perguntas diretamente à equipe médica, embora possa tentar responder algumas delas por conta própria ao investigar. Responder a essas perguntas não apenas lhe dará mais tranquilidade e esclarecerá muitas de suas dúvidas, mas também permitirá que você se envolva de perto com sua intervenção.

2. Organize suas finanças

Para se preparar para a cirurgia é preciso administrar a economia
Em certas circunstâncias, os procedimentos hospitalares podem ser muito caros. Saber gerir as finanças pessoais é essencial neste contexto.

Outra das diretrizes essenciais para se preparar para a cirurgia é administrar adequadamente suas finanças. Sua saúde e segurança devem estar no topo de suas prioridades, mas certifique-se de ter tudo sob controle financeiro no processo.

Por exemplo, certifique-se de que seu plano de saúde cobrirá o procedimento e que você não terá que lidar com contas inesperadas. Estas últimas são muito comuns, e geralmente se devem a essas letras pequenas no contrato. Contate-os diretamente para rever todas as variáveis financeiras.

Informe-se também sobre as despesas que deve fazer antes, durante e após a intervenção. Assim você evita surpresas desagradáveis que não pode enfrentar depois por ter um orçamento reduzido. Consulte também seu empregador, conforme apropriado, para gerenciar adequadamente as condições sob as quais você deve retornar ao trabalho.

3. Antecipar um plano com um estilo de vida saudável

Tenha em mente a seguinte máxima: quanto mais saudável você estiver antes da cirurgia, mais rápido e com mais sucesso você se recuperará. Assuma um estilo de vida saudável assim que souber que terá que passar pela sala de cirurgia, portanto terá vários dias, semanas e até meses para se preparar a esse respeito.

Embora existam várias formas a partir das quais uma vida saudável pode ser gerenciada, as mais importantes são as seguintes: parar de fumar ou reduzir o uso de cigarros, praticar exercícios e cuidar da alimentação. O American College of Surgeons (ACS) recomenda parar de fumar 6-4 semanas antes da cirurgia, pois isso pode reduzir as complicações da cicatrização de feridas em até 50%.

Tudo isso porque fumar reduz o fluxo sanguíneo, o que atrasa o processo de cicatrização (que por sua vez aumenta o risco de infecções). Muitos fumantes precisam de ventilação mecânica durante ou após a cirurgia, portanto, abandonar o hábito pode funcionar a seu favor. Para obter suporte, você pode ler nosso guia para parar de fumar.

Uma alimentação saudável pode ajudar na recuperação, além de manter ou perder peso (para alguns procedimentos é essencial). Algo semelhante acontece com o exercício, que também ajuda a acelerar a possível fisioterapia que você terá que fazer mais tarde. Consulte o especialista caso precise assimilar um regime especial em ambas as direções.

4. Organize o suporte necessário

Embora algumas cirurgias sejam mais invasivas que outras, na realidade todas elas impactam você de alguma forma. Ter o suporte necessário para gerenciar suas coisas depois disso é essencial, especialmente considerando que podem levar dias ou semanas até que você retorne lentamente à sua rotina.

Então organize o apoio que você vai precisar de profissionais, amigos e familiares. Seus amigos e familiares podem ajudá-lo durante o dia da intervenção, mas também depois. Pegando você no hospital, cuidando de seus filhos, gerenciando as tarefas domésticas e outras responsabilidades.

Uma equipe profissional pode realizar tarefas mais especializadas, como cuidados de sutura e outros tipos de cuidados pós-operatórios. O atendimento domiciliar de idosos é uma opção a considerar, portanto, você deve entrar em contato com a equipe e planejar o atendimento com antecedência. Isso também permitirá que você faça entrevistas e considere algumas opções.

5. Abasteça a geladeira e a despensa

Apesar de contar com o apoio de amigos e familiares, o ideal é que você prepare sua casa para que tenha tudo o que precisa para o pós-operatório. Portanto, abasteça a geladeira, a despensa e compre o equipamento médico de que precisará quando chegar em casa. Este último inclui o tratamento farmacológico que você deve seguir.

Também é uma boa ideia fazer uma limpeza prévia e ter as roupas certas para os dias após a cirurgia. Recomenda-se usar roupas largas e fáceis de colocar e tirar. Se você não tiver roupas desse tipo, poderá comprá-las antecipadamente. Apesar de serem dicas básicas, não poderíamos deixá-las de fora das nossas recomendações de preparação para a cirurgia.

6. Faça a mala alguns dias antes

Dessa forma, você garante que inclui tudo o que precisa e pode adicionar coisas que acha que pode precisar. As coisas que você deve trazer dependem da duração da sua estadia no hospital, então você deve gerenciá-las com isso em mente. Deixamos-lhe um exemplo de coisas que não podem faltar:

  • Roupa cômoda.
  • Itens de higiene.
  • Medicação.
  • Dispositivos ou objetos de entretenimento.
  • Sapatos confortáveis.

Certifique-se também de trazer sua identidade, cartões de crédito, etc. Tudo isso pode parecer simples, mas você pode esquecer se não os organizar com antecedência. Pelo menos cinco dias antes, certifique-se de que já está com a mala pronta.

7. Cuide dos detalhes um dia antes da cirurgia

Para se preparar para a cirurgia você tem que jejuar
Muitas cirurgias requerem um período de jejum prolongado. Além disso, há outros preparativos importantes para as horas anteriores.

Com 24 horas para a cirurgia, há uma variedade de coisas a serem lembradas. O ideal é 24 horas antes você comer pouco e restringir o consumo excessivo, algo que você deve fazer completamente entre 12 e 6 horas antes. É possível que a equipe médica prescreva laxantes para você até então, ou alternativamente um enema. Tudo depende de onde a intervenção ocorrerá.

Bebidas alcoólicas também são proibidas 24 horas antes da cirurgia, assim como a interação com drogas recreativas. Este é o intervalo mínimo, embora, se possível, em ambos os casos, tente se afastar das substâncias uma ou duas semanas antes.

8. Preste atenção aos detalhes no dia da cirurgia

Por fim, no dia da cirurgia deve-se atentar aos pequenos detalhes que mediam o seu conforto e a operação. Acompanhando as dicas da Stanford Health Care, sugerimos as seguintes etapas a serem seguidas antes de sair para o centro médico:

  • Tome um banho ou limpe-se, a menos que a equipe de especialistas sugira o contrário.
  • Não aplique maquiagem.
  • Não aplique esmalte (se já o tiver, remova-o, também unhas de acrílico).
  • Não compareça com lentes de contato.
  • Deixe objetos de valor e joias em casa.
  • Informe a equipe médica sobre dispositivos, como próteses e outros.

Estas são as recomendações básicas, portanto, certifique-se de segui-las à risca.

Se você levar em conta todas essas dicas para se preparar para a cirurgia, garantimos que sua experiência na sala de cirurgia será muito mais agradável. Não hesite em consultar a equipe médica qualquer dúvida que tenha ficado. O importante é que você se sinta confortável, esteja ciente dos benefícios, dos riscos e consiga lidar com sucesso no pós-operatório.

Pode interessar a você...
O que é histerectomia?
Muy Salud
Leia em Muy Salud
O que é histerectomia?

A histerectomia é uma cirurgia na qual o útero é removido. Essa é uma técnica útil no tratamento de algumas condições ginecológicas.




Los contenidos de esta publicación se redactan solo con fines informativos. En ningún momento pueden servir para facilitar o sustituir diagnósticos, tratamientos o recomentaciones provenientes de un profesional. Consulta con tu especialista de confianza ante cualquier duda y busca su aprobación antes de iniciar o someterse a cualquier procedimiento.