6 remédios para a caspa

Ensinaremos quais remédios caseiros você pode usar para eliminar a caspa. Também mostraremos algumas dicas que você pode inserir na sua rotina para evitar exacerbações.
6 remédios para a caspa

Escrito por Josberth Johan Benitez Colmenares, 05 Setembro, 2021

Última atualização: 05 Setembro, 2021

A caspa é uma das condições dermatológicas mais comuns em todo o mundo. De acordo com algumas pesquisas, até 50% da população sofre com ela. Não existe nenhum tratamento que seja totalmente eficaz para combatê-la. É por isso que muitas pessoas recorrem a remédios contra a caspa para aliviar a coceira e a presença de flocos.

Embora seja verdade que muitos desses remédios não são apoiados pela ciência, na prática milhares de pessoas afirmam que eles são úteis na eliminação do problema. Os remédios naturais que escolhemos são apoiados por alguns estudos que mostram a sua possível eficácia. Não hesite em usá-los se você não souber o que fazer para se livrar do problema.

Os melhores remédios para a caspa

Os remédios para a caspa podem ser eficazes.
A caspa pode se tornar um verdadeiro problema estético, além de estar frequentemente acompanhada de sintomas incômodos como a coceira.

A primeira coisa que você deve saber é que a caspa ocorre quando a pele se desprende de forma excessiva do couro cabeludo. Mesmo que você não perceba, a cada minuto são perdidas milhares e milhares de células mortas, que são substituídas por outras mais novas. Em pessoas com caspa esse processo é muito mais intenso, devido a uma combinação de fatores.

A predisposição para cabelos oleosos, exposição ao sol, uso de produtos capilares inadequados e estresse são apenas alguns dos elementos que podem aumentar a produção de caspa. Se você tentou vários tratamentos sem sucesso, sugerimos os seguintes remédios para eliminá-la:

1. Shampoo anticaspa

De acordo com a American Academy of Dermatology (AAD), o shampoo anticaspa é o tratamento principal para eliminar esse problema. É possível que você já tenha tentado essa opção no passado, mas sem muito sucesso. Nesse caso é importante considerar que a eficácia é mediada por três fatores:

  • A frequência com que você lava o cabelo.
  • As instruções do fabricante.
  • A marca do produto que você escolheu para o tratamento.

Se você prestar atenção a esses elementos, poderá reduzir a quantidade da caspa em algumas semanas. Em geral, é recomendável usar o shampoo anticaspa duas vezes por semana. Se o seu cabelo é muito oleoso, o uso pode ser alternado com um shampoo comum nos outros dias.

É muito importante seguir as instruções do fabricante, pois assim você aproveita o princípio ativo de forma adequada. Por exemplo, algumas marcas sugerem deixar o shampoo no couro cabeludo por cerca de 5 minutos. Outras recomendam não aplicá-lo diretamente sobre ele, mas sim no cabelo. Se você ignorar essas sugestões, não se beneficiará completamente do produto.

Por fim, lembre-se de que há centenas de marcas diferentes no mercado. Não existem dois shampoos anticaspa iguais, devido ao tipo e proporção do princípio ativo. Shampoos de zinco, alcatrão de carvão, enxofre, ácido salicílico e selênio são apenas alguns dos mais populares. Se você não obtiver resultados com um, tente outro.

De acordo com os pesquisadores, o uso de shampoos anticaspa é seguro e eficaz. Além disso, eles podem oferecer benefícios em aspectos estéticos dos cabelos, como sedosidade e brilho. Antes de testar outros remédios contra a caspa, recomendamos que você experimente este método primeiro.

2. Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é um dos ingredientes que nunca pode faltar quando se trata de remédios caseiros. Embora até o momento não existam estudos que investiguem as suas propriedades no tratamento da caspa, encontramos outros que nos fazem suspeitar que a sua aplicação pode ser recomendável.

Por exemplo, um estudo publicado na Mycopathologia de 2013 estipula que o bicarbonato de sódio apresenta propriedades antifúngicas contra infecções superficiais. Lembremos, neste sentido, que alguns fungos como o Pityrosporum ovale podem provocar o aparecimento da caspa.

Outra pesquisa publicada no Journal of Dermatological Treatment de 2005 descobriu que o uso de banhos de bicarbonato de sódio aliviou sintomas como coceira, inflamação e irritação da pele, conforme relatado por pacientes com psoríase. Essa condição também pode causar caspa, assim como os fungos.

Em resumo, o uso desse ingrediente pode trazer benefícios, se feito com moderação. Isso porque o pH dessa substância é um pouco elevado, o que pode irritar a pele em caso de excesso. Aplique um pouco no cabelo, deixe agir por cerca de dois minutos e depois enxágue. Avalie os resultados após algumas semanas.

3. Vinagre de maçã

O vinagre de maçã é outro ingrediente insubstituível quando se fala de tratamentos naturais ou caseiros. Um estudo publicado na Microbiological Research de 2003 descobriu que o ácido acético, o principal composto do vinagre, inibe de forma efetiva o crescimento de alguns tipos de fungos.

Essa propriedade antifúngica é confirmada por algumas pesquisas publicadas em 2015 no Journal of Prosthodontincs. Por esse motivo, a evidência atesta o uso de vinagre de maçã combinado com suco de limão para tratar a caspa produzida pelo fungo Malassezia furfur.

Assim como no caso anterior, recomendamos experimentar primeiro uma pequena dose deste ingrediente para evitar possíveis consequências negativas no cabelo (como perda de brilho, sedosidade, etc.). Nesse caso deixe o vinagre agir por 15 minutos e ao mesmo tempo faça massagens com a ponta dos dedos. Em seguida, enxágue o couro cabeludo de forma a não deixar vestígios no cabelo.

4. Óleo de eucalipto

Pessoas que recomendam o uso de remédios caseiros para eliminar a caspa sempre aconselham o uso de óleo de eucalipto. Um estudo publicado no Asian Pacific Journal of Tropical Disease em 2012 descobriu que o óleo extraído das plantas Eucalyptus globules e Coleus amboinicus é eficaz na neutralização da produção de caspa.

Por esse motivo, essa é uma opção segura, eficaz e com respaldo científico para combater a formação de flocos de caspa no couro cabeludo. Aplique o óleo no cabelo úmido e deixe agir por alguns minutos. Se você perceber que a pele está ficando ressecada, pode diluí-lo em um óleo mais neutro para diminuir o pH (como o óleo de amêndoas).

5. Óleo de coco

Com frequência observamos que o coco é um dos ingredientes mais usados em produtos cosméticos. Suas propriedades na pele são indiscutíveis, mas até que ponto é benéfico incluí-lo entre os remédios para eliminar a caspa? De acordo com as evidências, sua aplicação pode trazer muitos benefícios.

Vamos começar citando um estudo publicado na revista Ancient Science of Life em 2017 que apoia o uso do óleo capilar de coco para reduzir a queda de cabelo e a caspa. Essas propriedades foram recentemente confirmadas em pesquisas publicadas em 2021 na revista Scientific Reports.

Mas isto não é tudo. O óleo de coco também é eficaz no combate de diferentes doenças de pele. Por exemplo, estudos e pesquisas certificam seu uso no tratamento da xerose (pele seca) e dermatite atópica. Conclusão? Essa é uma opção segura, acessível e muito eficaz para eliminar a caspa.

A aplicação pode ser feita da mesma forma que opções anteriores: nos cabelos molhados e massajando suavemente com a ponta dos dedos. Regule a quantidade de óleo que você usa de acordo com os resultados obtidos com o passar dos dias.

6. Aloe vera

Terminamos nossa lista dos melhores remédios para a caspa com um clássico: aloe vera. Curiosamente, apesar da popularidade desta planta, existem poucas evidências científicas sobre as propriedades dela como tratamento para a caspa. Mesmo assim, podemos citar vários estudos interessantes a esse respeito.

Por exemplo, uma pesquisa publicada no Journal of North Khorasan University of Medical Sciences em 2013 indica que o gel de aloe vera é eficaz na inibição do crescimento do fungo Malassezia furfur. Também existem evidências das suas propriedades anti-inflamatórias, que podem ser usadas para aliviar as consequências da coceira e a irritação gerada pela caspa.

Para aproveitar seus benefícios, basta massagear os cristais ou o gel de aloe vera diretamente no couro cabeludo. Se desejar, você também pode fazer esse procedimento em todo o cabelo. Lembre-se de que, embora possa dar brilho, o gel pode tornar o cabelo menos maleável nas primeiras horas após o enxágue.

Dicas para prevenir a caspa

Os remédios para caspa podem ser encontrados em farmácias.
O autocuidado é muito importante para prevenir a caspa. Nas farmácias podem ser encontrados vários produtos vendidos sem receita para cuidar dos cabelos.

Além de aplicar os remédios para eliminar a caspa que mostramos, você também pode adotar uma série de dicas que reduzirão as chances de sofrer episódios intensos de descamação novamente. Tome nota deles e aplique-os na sua rotina:

  • Evite que o cabelo acumule oleosidade. Para isso, você pode estabelecer uma rotina de limpeza diária ou pular um dia entre cada lavagem.
  • Quando for pentear o cabelo, faça isso do couro cabeludo até as pontas. Isso evita que a gordura se acumule perto dos folículos.
  • Evite uma exposição contínua e direta ao sol.
  • Seque o cabelo após lavá-lo, de preferência com um secador.
  • Mantenha uma dieta balanceada e pratique exercícios.
  • Evite situações estressantes em sua rotina.
  • Beba bastante líquido ao longo do dia.
  • Respeite as suas horas de descanso à noite.

A adoção dessas recomendações, somadas ao uso de remédios naturais para tratar a caspa te ajudará a superar os episódios de forma permanente. Caso você não perceba melhora após algumas semanas, não hesite em consultar um especialista.

Pode interessar a você...
Bons hábitos
Muy SaludLeia em Muy Salud
Bons hábitos

Levar uma vida baseada em bons hábitos saudáveis é essencial para um estado de completo bem-estar físico, mental e social.



  • Agero AL, Verallo-Rowell VM. A randomized double-blind controlled trial comparing extra virgin coconut oil with mineral oil as a moisturizer for mild to moderate xerosis. Dermatitis. 2004 Sep;15(3):109-16.
  • Draelos ZD, Kenneally DC, Hodges LT, Billhimer W, Copas M, Margraf C. A comparison of hair quality and cosmetic acceptance following the use of two anti-dandruff shampoos. J Investig Dermatol Symp Proc. 2005 Dec;10(3):201-4.
  • Elewski BE. Clinical diagnosis of common scalp disorders. J Investig Dermatol Symp Proc. 2005 Dec;10(3):190-3.
  • Evangelista MT, Abad-Casintahan F, Lopez-Villafuerte L. The effect of topical virgin coconut oil on SCORAD index, transepidermal water loss, and skin capacitance in mild to moderate pediatric atopic dermatitis: a randomized, double-blind, clinical trial. Int J Dermatol. 2014 Jan;53(1):100-8.
  • Kang HC, Park YH, Go SJ. Growth inhibition of a phytopathogenic fungus, Colletotrichum species by acetic acid. Microbiol Res. 2003;158(4):321-6.
  • Kura, M. M., Gupta, A., Srivastava, R., & Luthra, S. K. A randomized double blind controlled study evaluating efficacy & Safety of vatika enriched coconut hair oil on hair health in women with hair fall and dandruff. Ancient Science of Life. 2017; 37(1): 45.
  • Mota AC, de Castro RD, de Araújo Oliveira J, de Oliveira Lima E. Antifungal Activity of Apple Cider Vinegar on Candida Species Involved in Denture Stomatitis. J Prosthodont. 2015 Jun;24(4):296-302.
  • Saxena R, Mittal P, Clavaud C, Dhakan DB, Roy N, Breton L, Misra N, Sharma VK. Longitudinal study of the scalp microbiome suggests coconut oil to enrich healthy scalp commensals. Sci Rep. 2021 Mar 31;11(1):7220.
  • Selvakumar, P. Studies on the antidandruff activity of the essential oil of Coleus amboinicus and Eucalyptus globulus. Asian Pacific Journal of Tropical Disease. 2012; 2: S715-S719.
  • Sharif, M. Inhibitory effect of tea tree oil and aloe vera leaf gel shampoo on Malassezia Furfur. Journal of North Khorasan University of Medical Sciences. 2013; 4(5): 7-10.
  • Vázquez B, Avila G, Segura D, Escalante B. Antiinflammatory activity of extracts from Aloe vera gel. J Ethnopharmacol. 1996 Dec;55(1):69-75.
  • Verdolini R, Bugatti L, Filosa G, Mannello B, Lawlor F, Cerio RR. Old fashioned sodium bicarbonate baths for the treatment of psoriasis in the era of futuristic biologics: an old ally to be rescued. J Dermatolog Treat. 2005 Feb;16(1):26-30.