O que é a nutricosmética?

6 abril, 2021
This article has been written and endorsed by el nutricionista Saúl Sánchez
Por meio do consumo de vitamina C, é possível aumentar a síntese do colágeno, de modo que a pele permanece suave e elástica. Este é um dos princípios da nutricosmética.

Conhece-se como nutricosmética a área que estuda como melhorar a beleza por meio da alimentação. A dieta certamente determina o funcionamento do organismo por dentro, mas também é capaz de influenciar a sua aparência externa. A seleção adequada de alimentos pode prevenir os sinais de envelhecimento prematuro.

No entanto, é importante destacar que, ao buscar um bom estado de saúde, tanto internamente quanto externamente, não devemos nos concentrar apenas na alimentação. Também é essencial praticar exercícios físicos com frequência e descansar adequadamente. Somente cuidando desses 3 pilares é que serão obtidos ótimos resultados.

Nutricosmética: promovendo a beleza por meio da dieta

A nutricosmética tem dois objetivos fundamentais: aumentar a síntese de colágeno e neutralizar a produção de radicais livres. Ambas as situações conduzem a um melhor estado da pele e da saúde do corpo em geral. Ambas podem ser moduladas por meio da dieta e, portanto, acertar nas escolhas alimentares é uma prioridade.

Síntese de colágeno

Cabe destacar que o colágeno é a proteína mais abundante no corpo humano. Faz parte dos tecidos magros e é capaz de dar elasticidade aos músculos, favorecendo as suas funções contráteis.

Quando há problemas na síntese endógena de proteínas, ocorrem problemas não só nas fibras musculares, mas também na pele, pois ela perde a elasticidade e se torna menos suave.

Felizmente, existem maneiras de aumentar a produção de colágeno por meio da inclusão de certos alimentos na rotina. A vitamina C, por exemplo, tem se mostrado eficaz nesse sentido, de acordo com uma publicação na revista Orthopedic Journal of Sports Medicine.

Inclusive, existem até mesmo evidências quanto aos efeitos positivos da combinação do consumo da vitamina com outros produtos, tais como a gelatina. Desta forma, são alcançados melhores resultados. Embora esta seja uma técnica voltada para a recuperação muscular, ela também faz sentido dentro da nutricosmética.

Outra opção disponível é o uso de suplementos de colágeno. Estes demonstraram alguma capacidade para melhorar a saúde da pele. De fato, esta é uma substância muito comum no contexto da cosmética, já que está presente em muitos produtos de uso tópico.

Os nutricosméticos servem para prevenir os efeitos do envelhecimento da pele.
O colágeno tem um papel importante para a pele, pois confere firmeza e uma aparência suave.

Produção de radicais livres

Os processos metabólicos e fisiológicos geram uma série de espécies reativas de oxigênio. Se elas se acumularem, pode ocorrer um aumento da inflamação e mutações em nível celular, danificando assim a estrutura dos tecidos. Isso afeta a funcionalidade do organismo e favorece o aparecimento de sinais de envelhecimento, como os problemas na pele.

Porém, por meio da dieta, é possível corrigir essa situação. Na natureza, encontramos uma série de compostos conhecidos como fitonutrientes, com alta capacidade antioxidante. Estes são encontrados principalmente em alimentos de origem vegetal.

Eles são capazes de combater a formação de espécies reativas de oxigênio, conforme mostrado em uma pesquisa publicada na revista Critical Reviews in Eukaryotic Gene Expression.

Desta forma, não só é possível melhorar o estado de saúde, como também se consegue reduzir os sinais de envelhecimento ao nível da pele, melhorando a sua elasticidade e firmeza e, assim, favorecendo uma melhor aparência.

No campo da nutricosmética, existem certos suplementos antioxidantes que são usados para essa finalidade. De qualquer forma, é preciso ter cuidado com esses produtos, pois, em certos casos, eles podem ser contraproducentes.

Por exemplo, no contexto esportivo, existem evidências que indicam que eles são capazes de inibir as vias de sinalização celular, evitando assim as adaptações musculares.

Onde encontrar esses nutrientes?

Agora você já sabe que é importante consumir vitamina C e antioxidantes. Porém, é necessário saber em quais alimentos eles podem ser encontrados, a fim de enfatizar o seu consumo.

A vitamina C é encontrada principalmente em pimentões, kiwis e frutas cítricas. Os tubérculos e frutas exóticas também se destacam pelo conteúdo desta substância. Cabe destacar que este também é um nutriente capaz de aumentar a absorção de ferro em nível intestinal.

Além disso, ele também desempenha papéis importantes no sistema imunológico. Por isso, é aconselhável manter níveis adequados desta vitamina para promover uma boa saúde, independentemente da nutricosmética.

Os antioxidantes, por sua vez, estão presentes em quase todos os alimentos de origem vegetal. Geralmente são pigmentos responsáveis por dar cor, ou substâncias que conferem um sabor ácido. Dentre eles, podemos destacar os flavonoides do cacau, que se mostraram capazes de modular a pressão arterial.

Todos os vegetais de cores vivas são capazes de fornecer uma boa quantidade de fitonutrientes, por isso é recomendado o seu consumo regular. As especiarias também concentram uma quantidade representativa desses elementos.

Entre elas, a cúrcuma se destaca acima das outras, seguida pelo gengibre. O uso contínuo de ambos os ingrediente está associado a um melhor estado de saúde.

A hidratação na nutricosmética

Outro aspecto a ser levado em consideração dentro da nutricosmética é a hidratação. A água é um constituinte fundamental de todos os tecidos do corpo, e a pele não seria uma exceção.

Episódios de desidratação ou o fato de manter uma baixa ingestão de líquidos afetam a aparência da epiderme de forma negativa, pois ela vai perder a elasticidade e a firmeza.

Para evitar essa situação, é recomendável beber pelo menos 2 litros de água diariamente. É muito importante que se trate de água mineral, evitando assim outros líquidos como refrescos, refrigerantes ou álcool.

Estes contêm açúcares simples e aditivos na sua composição, que podem aumentar a inflamação do organismo e impactar negativamente na aparência da pele.

Manter o equilíbrio eletrolítico também pode ser decisivo. Os minerais e eletrólitos introduzidos no corpo modulam uma série de reações fisiológicas que ocorrem diariamente. Caso eles não estejam presentes, podem ser experimentadas consequências tanto de forma externa quanto interna.

a nutricosmética
Consumir água regularmente ajuda a manter a saúde de todos os órgãos, incluindo a pele.

Acompanhar a nutricosmética com a eliminação de toxinas

Além de aumentar a presença de alimentos benéficos para a pele na dieta, também é essencial garantir que as toxinas sejam eliminadas de dentro do organismo. O suor, assim como a urina, são os dois responsáveis por essa função.

Desta forma, é possível eliminar todas as substâncias que se tornam nocivas quando se acumulam no corpo. Isso inclui certos resíduos capazes de influenciar a aparência da pele de forma negativa.

Porém, de acordo com o que já foi mencionado, é importante garantir a ingestão de líquidos, caso contrário a excreção pode levar à desidratação, o que não é nada recomendável.

Mantendo esses dois conceitos claros e garantindo um alto consumo de água juntamente com a prática esportiva regular (que também ajuda a suar), seremos capazes de manter a pele jovem por mais tempo.

Os suplementos milagrosos da nutricosmética

Além do que foi discutido até agora, é possível encontrar no mercado uma série de suplementos dietéticos que prometem melhorar a aparência da pele.

No entanto, a maioria deles não possui as evidências necessárias para garantir a sua eficácia, por isso eles não são recomendados pelos profissionais do setor.

Se tiver alguma dúvida, é sempre aconselhável consultar primeiramente um especialista antes de iniciar o seu consumo. Caso contrário, podem ocorrer reações contraproducentes, conforme foi dito sobre os produtos antioxidantes no contexto esportivo.

Apesar de escolher uma substância que tenha evidências, na hora de adquirir um suplemento, é necessário tomar uma série de cuidados para manter a saúde. Em primeiro lugar, é preciso comprá-lo em uma loja especializada.

É necessário verificar o rótulo desses produtos e, se possível, exigir um certificado que garanta a sua pureza e qualidade. Às vezes, eles podem ter concentrações de nutrientes mais baixas do que o declarado.

A nutricosmética tem limites

Através da nutricosmética e da promoção de estilos de vida saudáveis, é possível retardar o envelhecimento e melhorar a saúde a médio prazo. No entanto, a nutricosmética tem uma série de limitações. Ela deve ser complementada com o uso de produtos de beleza, uma vez que os elementos de uso tópico também são capazes de oferecer bons resultados.

Por outro lado, é preciso reconhecer que o envelhecimento é um processo natural. Não há nenhum problema em tentar atrasá-lo, mas ele é inevitável. Por isso, é necessário tentar não ficar obcecado, uma vez que comportamentos compulsivos nesse sentido podem desencadear hábitos contraproducentes ou de natureza maníaca.

Nutricosmética, uma área em expansão

Cada vez mais pessoas se preocupam com a sua aparência externa. Por isso, existem muitos especialistas que se especializam em nutricosmética, a fim de oferecer soluções para as dúvidas mais frequentes.

Desta forma, são elaborados cada vez mais protocolos com o objetivo de preservar a saúde da pele, evitando assim os sinais de envelhecimento prematuro.

Não se esqueça de que é importante não se deixar influenciar excessivamente pelo marketing dos suplementos relacionados à nutricosmética, pois pode haver a tentativa de potencializar efeitos que não foram comprovados. O ideal é sempre consultar primeiramente um profissional.

Por fim, lembre-se de que, para melhorar a saúde (interna e externa), é importante cuidar de todos os hábitos de vida. A dieta é um deles, mas a atividade física e o descanso são igualmente importantes.

Somente quando são desenvolvidos bons comportamentos nos 3 âmbitos é que são alcançados excelentes resultados. Inclusive, também é possível contar com o apoio dos produtos de beleza para atingir os objetivos.

  • DePhillipo NN, Aman ZS, Kennedy MI, Begley JP, Moatshe G, LaPrade RF. Efficacy of Vitamin C Supplementation on Collagen Synthesis and Oxidative Stress After Musculoskeletal Injuries: A Systematic Review. Orthop J Sports Med. 2018 Oct 25;6(10):2325967118804544.
  • Lis DM, Baar K. Effects of Different Vitamin C-Enriched Collagen Derivatives on Collagen Synthesis. Int J Sport Nutr Exerc Metab. 2019 Sep 1;29(5):526-531
  • Bolke L, Schlippe G, Gerß J, Voss W. A Collagen Supplement Improves Skin Hydration, Elasticity, Roughness, and Density: Results of a Randomized, Placebo-Controlled, Blind Study. Nutrients. 2019 Oct 17;11(10):2494.
  • Sharma GN, Gupta G, Sharma P. A Comprehensive Review of Free Radicals, Antioxidants, and Their Relationship with Human Ailments. Crit Rev Eukaryot Gene Expr. 2018;28(2):139-154.
  • Merry TL, Ristow M. Do antioxidant supplements interfere with skeletal muscle adaptation to exercise training? J Physiol. 2016 Sep 15;594(18):5135-47.
  • Ried K, Fakler P, Stocks NP. Effect of cocoa on blood pressure. Cochrane Database Syst Rev. 2017 Apr 25