Anemia na gravidez: tratamento antes, durante e depois

A anemia ferropriva na gravidez é um problema que possui tratamento. Dependendo do estágio em que a mulher se encontra, serão exigidas certas medidas de tratamento, conforme cada caso.
Anemia na gravidez: tratamento antes, durante e depois

Escrito por Maite Córdova Vena, 31 Maio, 2021

Última atualização: 04 Junho, 2021

A anemia ferropriva na gravidez é um problema de saúde muito comum. No entanto, a boa notícia é que ela pode ser prevenida e tratada. Falaremos sobre o tratamento com mais detalhes ao longo deste artigo.

O tratamento terapêutico da anemia antes, durante e depois da gravidez tem uma série de características que devem ser levadas em consideração. Acima de tudo, entender por que nenhuma medida que se aplique é benéfica em todos os casos e, também, por que é tão importante seguir as instruções do médico.

Anemia por deficiência de ferro na gravidez

A anemia na gravidez pode ser tratada com dieta.
A deficiência de ferro na gravidez pode ser compensada com uma dieta adequada em alguns casos.

Geralmente temos uma tendência a pensar que, no caso da anemia por deficiência de ferro, fazer algumas mudanças na dieta (como comer carne vermelha e lentilhas com mais frequência) e tomar um suplemento de ferro seria suficiente. Porém, é preciso lembrar que cada caso requer uma série de cuidados específicos.

As particularidades do tratamento ou da abordagem da anemia não visam apenas  enfrentar o problema, mas também a prevenção de complicações que possam comprometer a qualidade de vida da pessoa ou mesmo colocá-la em risco.

O ferro é um nutriente essencial para a saúde de todos. Ao longo de sua vida, uma mulher pode ter deficiência de ferro por vários motivos, como menstruação intensa ou gravidez.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, cerca de 40% das gestantes têm anemia, e metade desse valor está associado à deficiência de ferro.

No caso da gravidez, o corpo necessita de uma quantidade maior de ferro para poder produzir hemoglobina e sangue altamente oxigenado para a formação correta da placenta e do feto.

Segundo a Dra. Alejandra Martínez Schulte, por trimestre, as necessidades de ferro do corpo de uma gestante seriam as seguintes:

  • Primeiro trimestre: 1-2 mg / dia de ferro para descamação gastrointestinal normal e aumento relacionado à gravidez em fase inicial.
  • Segundo trimestre: 4-5 mg / dia devido à necessidade de aumentar a produção de glóbulos vermelhos maternos,  eritrócitos fetais e crescimento da placenta e do feto.
  • Terceiro trimestre: 6 mg / dia devido à produção contínua de eritrócitos maternos e fetais, bem como ao crescimento da placenta e do feto.

Vamos ver a seguir como é o tratamento para a anemia na gravidez, dependendo do estágio em que a mulher se encontra.

Tratamento da anemia antes e durante a gravidez

A anemia na gravidez pode ser tratada com suplementos de ferro.
Suplementos de ferro são amplamente usados no tratamento da anemia.

As mulheres que sabem que têm certa predisposição para sofrer de anemia ferropriva devem levar isso em consideração nos exames médicos e, principalmente, antes de tentar engravidar. Desta forma, o médico poderá indicar a melhor estratégia de prevenção e acompanhar a evolução.

Tratar a anemia na gravidez de forma eficaz é essencial para a saúde do feto e outros aspectos, que incluem a compensação pela perda de sangue esperada durante um parto normal, entre outros.

Como a anemia pode ter várias causas e manifestações clínicas, os suplementos de ferro nem sempre são prescritos em primeira instância. Por isso, não é aconselhável evitar a consulta com um profissional.

Em geral, o tratamento da anemia antes e durante a gravidez é semelhante. Mudanças na dieta costumam ser úteis nesse caso, mas não são a única solução possível. Tudo vai depender das cisrcunstâncias.

  • Como afirma o Manual do MSD: “Cerca de 20% das gestantes não ingerem suplemento de ferro oral suficiente; algumas necessitam de terapia parenteral.”
  • Além de incluir fontes de ferro na dieta com maior frequência, recomenda-se seu consumo junto com fontes de vitamina C, pois estas melhoram a absorção. Um exemplo disso seria a combinação de lentilhas e um suco cítrico, em uma das refeições principais.

Se a anemia estiver presente no segundo e terceiro trimestres da gravidez, o médico pode prescrever um suplemento de ferro oral.

Tratamento da anemia após a gravidez

No tratamento da anemia, uma vez que o parto já ocorreu, é fundamental prevenir problemas com o processo de amamentação e complicações como depressão pós-parto. Novamente, embora uma dieta adequada seja valorizada, outras medidas também podem ser consideradas, e nem sempre incluem a suplementação de ferro.

Recomendações finais

Em última análise, as recomendações gerais (com relação à dieta e outros ajustes no estilo de vida), juntamente com o tratamento adequado (dependendo do estágio da gravidez em que a mulher se encontra e da causa subjacente da anemia) podem ajudar a resolver a anemia na gravidez de maneira eficaz.

Mas, para isso, é fundamental seguir as indicações do médico.

Se você sente cansaço ou outros desconfortos e suspeita que pode ter anemia ou algum outro problema de saúde, ou simplesmente tem dúvidas e deseja resolvê-las, não hesite em fazer um check-up e expor todas as suas dúvidas a um especialista.

Pode interessar a você...
Diagnóstico da anemia
Muy Salud
Leia em Muy Salud
Diagnóstico da anemia

O diagnóstico da anemia é um processo aparentemente simples. Porém, para chegar a ele, o médico deve considerar muitos aspectos.