Por que sentimos pontadas na barriga?

18 março, 2021
This article has been written and endorsed by el biólogo Samuel Antonio Sánchez Amador
O trato gastrointestinal é considerado por muitos especialistas como o nosso "segundo cérebro", uma vez que os desequilíbrios emocionais se expressam neste sistema antes do que em outros órgãos. Muitos eventos podem causar desconforto abdominal.

A dor abdominal, expressa na forma de pontadas na barriga, é a manifestação mais importante dos distúrbios gastrointestinais, além de ser frequente em outras patologias extra-abdominais, tais como isquemia miocárdica e pneumonia. Quase todos nós experimentamos esse tipo de dor em algum momento, mas, na maioria dos casos, não é algo grave.

As doenças crônicas de natureza digestiva estão cada vez mais em ascensão porque, em uma sociedade com constantes problemas de estresse e com uma alimentação pouco saudável, é comum que a microbiota intestinal e outros fatores sejam alterados. Um exemplo representativo é a síndrome do intestino irritável (SII).

Além da SII, muitos outros eventos clínicos podem se manifestar com as típicas “pontadas na barriga” que todos nós já experimentamos em algum momento. Se você quiser conhecer as possíveis razões para esse sintoma, continue lendo.

O que as pontadas na barriga?

O termo mais correto para se referir a esse sinal clínico é “dor abdominal”. De acordo com a Biblioteca de Medicina dos Estados Unidos, existem algumas variações desta dor. Entre elas, encontramos as seguintes:

  • Dor generalizada: sentida em mais da metade do abdômen ou barriga. Pode aparecer em infecções estomacais ou diante da produção excessiva de gases. Quando o desconforto piora, pode haver bloqueios intestinais.
  • Dor localizada: localizada em uma parte isolada do abdômen. Diverticulite, apendicite, úlceras estomacais e outros processos causam esse tipo de desconforto, pois apenas uma seção estrutural específica fica comprometida.
  • Dor tipo espasmo: geralmente não é muito grave, pois se deve, na maioria dos casos, a fenômenos de distensão abdominal e gases.
  • Dor tipo cólica: é muito intensa e ocorre de forma intermitente. Os cálculos biliares e os cálculos renais geralmente causam esse tipo de sensação.

Além dessa classificação utilitária, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) nos mostra que a dor abdominal pode ser classificada em três tipos de acordo com as características fisiológicas, a saber:

  • Visceral: sentida no local da estimulação primária. Muitas vezes é intensa, contínua e difícil de descrever.
  • Parietal: é profunda. Ocorre devido à irritação ou inflamação do peritônio parietal ou da raiz do mesentério – tecidos de revestimento interno. É mais definida e mais fácil de descrever do que a dor visceral.
  • Referida: é uma dor que ocorre em um local diferente daquele que foi estimulado.

Navegando entre os termos, podemos garantir que vamos nos concentrar nas variantes viscerais e, em geral, localizadas ou generalizadas. Muitos dos eventos clínicos comuns que causam as pontadas na barriga se manifestam dessa maneira.

Dor abdominal é sinônimo de pontadas na barriga.
Várias condições médicas benignas podem causar as incômodas pontadas na barriga.

6 razões pelas quais sentimos pontadas na barriga

Não vamos mais ficar esperando, pois, a seguir, vamos mostrar algumas das causas mais comuns que explicam este desagradável sinal clínico. Algumas delas são condições benignas, enquanto outras são patologias com possibilidade de complicações. Vamos em frente.

1. Gases

De acordo com a Clínica Mayo, a presença de gases no sistema digestivo é algo normal. Portanto, apresentar flatulência ou arrotos repetidos também é algo típico e que não necessariamente é causado por uma doença subjacente.

Se esse acúmulo de gases não se mover corretamente pelos intestinos ou se houver dificuldade para expeli-los, pode ocorrer a dor.

Entre os sintomas mais comuns de dores causadas por gases, encontramos os seguintes:

  • Arrotos.
  • Eliminação de gases, geralmente sem cheiro.
  • Dor, cólica e uma espécie de sensação de nó abdominal.
  • Sensação de empachamento e de pressão no abdômen.
  • Aumento visível no tamanho do abdômen, ou seja, distensão abdominal.

Esses eventos são normais e existem medicamentos de venda livre que ajudam a expelir os gases. De qualquer forma, se juntamente com eles houver sangue nas fezes, dor exagerada, diarreia ou vômitos recorrentes, consultar um médico se torna obrigatório.

2. Diverticulite aguda

Os divertículos são alterações estruturais na parede intestinal – mais especificamente do cólon – que formam um tipo de “bolsa” externa. São causados pela herniação da mucosa colônica e subcolônica, devido a problemas funcionais.

Por outro lado, quando os divertículos ficam inflamados ou infeccionados, estamos falando da diverticulite. A diverticulite se apresenta com muitos sinais clínicos, porém o mais característico de todos é um tipo de dor localizada na parte inferior esquerda do abdome.

A diverticulose é uma entidade clínica cuja frequência conforme a idade avança, razão pela qual o diagnóstico é mais comum em idosos. Às vezes, os divertículos causam sinais e sintomas óbvios, mas, em outros casos, não apresentam maiores complicações.

Alguns episódios de diverticulite podem ser resolvidos com antibióticos e até mesmo cirurgia.

3. Síndrome do intestino irritável (SII)

Esta é outra das entidades clínicas que mais causam pontadas na barriga. De acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, os sintomas mais frequentes dessa patologia são os seguintes:

  • Dor e distensão abdominal.
  • Gases.
  • Sensação de empachamento.
  • Mudanças nos hábitos intestinais.

Na maioria dos casos, essas dores desaparecem quando indo ao banheiro. Infelizmente, a síndrome do intestino irritável não tem cura, pois só pode ser tratada com mudanças no estilo de vida e a ajuda médica ou psicológica. Embora possa não parecer, o estresse pode promover bastante essa condição.

3. Constipação

Quem nunca sofreu de prisão de ventre em algum momento da vida? Esse evento é definido como a presença de menos de 3 defecações por semana e causa dor abdominal em quase todos os casos. Conforme indicam algumas pesquisas, 7,5% da população mundial sofre dessa condição.

Esse evento desagradável ocorre quando as fezes se movem muito lentamente pelo trato digestivo. Por fim, elas ficam duras e secas, e a sua eliminação se torna cada vez mais difícil. Muitas patologias podem causar constipação e, em alguns casos, existe uma raiz emocional ou alimentar.

Em geral, ser uma pessoa adulta – principalmente do sexo feminino -, não consumir a quantidade suficiente de água, manter uma dieta pobre em fibras, fazer pouca atividade física ou tomar certos medicamentos são elementos que predispõem ao aparecimento da constipação.

A constipação é uma causa comum de pontadas na barriga.
Quando os pacientes passam vários dias sem evacuar, a constipação se torna uma causa frequente de pontadas na barriga.

4. Alergias ou intolerâncias

Tomando a intolerância à lactose como exemplo, ela se deve à produção deficiente da enzima lactase em certas células intestinais. A prevalência dessa condição depende muito da área geográfica analisada, pois há grupos étnicos que “evoluíram” para consumir laticínios de forma mais eficaz.

Nesses casos, os alimentos com lactose não podem ser digeridos, levando assim a uma alteração na luz intestinal e geralmente causando pontadas na barriga, acompanhadas de diarreia. Esse evento clínico está relacionado à alimentação, ou seja, ao consumo de leite ou derivados.

Isso também pode ser aplicado à intolerância a outros alimentos. Quando eles não podem ser digeridos, o equilíbrio osmótico intestinal se perde e há a liberação de água, causando assim a produção de diarreia e dor abdominal. Identificar a causa desses eventos pode ser difícil, mas, uma vez que isso acontece, a abordagem geralmente é bastante simples.

As populações europeias são muito menos propensas à intolerância à lactose do que as asiáticas, por exemplo.

5. Colecistite

Conforme indicado no portal do Manual MSD , a colecistite é uma complicação dos cálculos biliares. Ela se manifesta como dor súbita e intensa na parte superior do abdômen. Em um pequeno número de pacientes, não há cálculos biliares, uma condição conhecida como colecistite acalculosa.

Muitas pessoas com cálculos biliares não apresentam sintomas, mas, quando os cálculos biliares obstruem a saída da bile, a vesícula biliar pode ficar inflamada e infeccionada. Nestes casos, estamos diante da referida colecistite que, infelizmente, requer internação hospitalar.

Após uma série de atendimentos de emergência, será realizada uma colecistectomia, um procedimento que envolve a remoção da vesícula biliar.

6. Infecções intestinais, uma causa comum de pontadas na barriga

É bastante comum que uma infecção viral ou intestinal cause pontadas na barriga. Desde a Salmonella até os norovírus, um grande número de patógenos pode causar a inflamação da mucosa intestinal, com vários efeitos sobre o paciente.

Esses sinais clínicos podem variar muito, de acordo com o micróbio envolvido e a saúde geral do paciente. Por exemplo, uma infecção intestinal por Clostridium difficile, de acordo com alguns estudos, pode se manifestar das seguintes maneiras:

  • Diarreia aquosa e constante.
  • Cólicas abdominais muito intensas.
  • Febre.
  • Sangue ou muco nas fezes.
  • Náusea, perda de apetite e de peso.
  • Desidratação.

Múltiplas causas para o mesmo sintoma

Como você deve ter observado, as pontadas na barriga podem ter várias causas. Descrevemos as mais comuns, mas estas certamente não são as únicas.

Por exemplo, deixamos de fora as doenças malignas e outras condições graves que exigem uma avaliação mais completa. Em caso de dúvida, é aconselhável consultar o médico.

  • Dolor abdominal, Medlineplus.gov. Recogido a 28 de diciembre en https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/003120.htm
  • Dolor abdominal, OPS. Recogido a 28 de diciembre en http://www.sld.cu/galerias/pdf/sitios/gericuba/guia12.pdf
  • Gases y dolores por gases, Mayoclinic.org. Recogido a 28 de diciembre en https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/gas-and-gas-pains/symptoms-causes/syc-20372709
  • Diverticulitis, Intramed. Recogido a 28 de diciembre en https://www.intramed.net/contenidover.asp?contenidoid=89423#:~:text=La%20diverticulitis%20es%20m%C3%A1s%20com%C3%BAn,%2C3%20por%20100000%20personas).
  • Síndrome del intestino irritable (SII), Medlineplus.gov. Recogido a 28 de diciembre en https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/000246.htm
  • Garrido, A. S., Bermejo, A. P., Pomo, Y. J., & Soler, A. M. (2012). Estreñimiento. Medicine-Programa de Formación Médica Continuada acreditado, 11(6), 331-336.
  • Colecistitis, MSDmanuals. Recogido a 28 de diciembre en https://www.msdmanuals.com/es-es/hogar/trastornos-del-h%C3%ADgado-y-de-la-ves%C3%ADcula-biliar/trastornos-de-la-ves%C3%ADcula-biliar-y-de-las-v%C3%ADas-biliares/colecistitis
  • Tratamiento y prevención de las infecciones intestinales causadas por el microbio Clostridium difficile, NCBI.com. Recogido a 28 de diciembre en https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK95292/