Diferenças entre alergias e resfriados

As alergias e os resfriados são condições com diferentes causas, evoluções e tratamentos. Aprenderemos a seguir como você pode diferenciá-los.
Diferenças entre alergias e resfriados

Escrito por Josberth Johan Benitez Colmenares, 24 Agosto, 2021

Última atualização: 24 Agosto, 2021

Embora compartilhem alguns sintomas comuns, existem várias diferenças entre as alergias e os resfriados. As pessoas devem estar atentas a essas diferenças, pois são elas que determinam o tratamento a seguir, sendo úteis para implementar hábitos que reduzem a prevalência das crises. Hoje mostraremos a distinção entre eles, mas  primeiro vamos ver de que exatamente se trata cada uma.

O que são alergias?

As diferenças entre as alergias e os resfriados incluem os sintomas.
As alergias costumam ser causadas por fatores ambientais, com sintomas podendo variar de leves e transitórios a graves o suficiente para causar risco de vida (anafilaxia).

A alergia é uma condição que ocorre quando o sistema imunológico reage de forma desproporcional a um agente externo. Eles são conhecidos como desencadeantes ou alérgenos. Os mais comuns são insetos, medicamentos, animais ou pólen.

De acordo com a Asthma and Allergy Foundation of America, as alergias são uma doença crônica, ou seja, elas duram anos e costumam piorar se não forem tratadas.

A manifestação dos sintomas que se concentram nas vias respiratórias, nas mucosas e na pele é chamada de reação alérgica. Eles aparecem minutos ou horas após o contato com o alérgeno.

Às vezes, as alergias podem ser confundidas com hipersensibilidade. Os pesquisadores alertam que essas são duas condições diferentes (por exemplo, a intolerância à lactose não é um tipo de alergia). Entre as variantes mais comuns destacamos a rinite alérgica, asma alérgica, dermatite e conjuntivite alérgica.

O que são resfriados?

Resfriados são um tipo de infecção nas vias respiratórias, geralmente através de um vírus. Centenas deles podem causar resfriados, embora os mais comuns sejam os da família dos rinovírus. Essa doença também é conhecida como resfriado comum, a principal causa de faltas ao trabalho e à escola em todo o mundo.

Como indicam os Centers for Disease Control and Prevention (CDC), os adultos têm uma média de 2-3 resfriados por ano. As crianças, por terem um sistema imunológico mais suscetível, geralmente sofrem episódios mais frequentes. O resfriado não deve ser confundido com a gripe, que causa sintomas mais graves e pode até ser fatal.

Quais são as diferenças entre as alergias e os resfriados

Já elucidamos algumas diferenças básicas entre as alergias e os resfriados. A seguir especificaremos ainda mais cada uma delas, com base em critérios específicos.

Causas

As causas das alergias são os alérgenos; ou seja, as substâncias que ao entrarem no organismo desencadeiam uma resposta exagerada dele. Pólen, ácaros, poeira e caspa são alguns exemplos. Por outro lado, são os vírus que provocam os resfriados. Eles são agentes infecciosos minúsculos que se replicam aos milhares ao entrar no corpo.

Sintomas

Os pacientes confundem as duas condições porque elas compartilham alguns sintomas em comum. No entanto, na prática existem várias nuances entre elas. De acordo com a University Health Service, da Universidade do Texas (Austin), destacamos as manifestações clínicas de cada condição.

Alergias

  • Coceira e cócegas na garganta.
  • Coriza acompanhada de coceira.
  • Pressão nos seios nasais.
  • Coceira, ardência e inchaço nos olhos.
  • Espirros.
  • Nunca são acompanhadas de febre, dores no corpo ou calafrios.

Resfriados

  • Congestão nasal.
  • Febre leve.
  • Dor de baixa intensidade no corpo, acompanhada de calafrios.
  • Fadiga leve ou fraqueza.
  • Dor de cabeça (às vezes).
  • Espirros.

Apesar das possíveis semelhanças, existem diferenças claras entre as alergias e os resfriados. Se você tiver uma reação alérgica, nunca apresentará febre ou calafrios acompanhados de dores no corpo. No entanto, ambos sintomas são relativamente comuns durante o resfriado.

Duração

Embora as informações mencionadas acima possam te ajudar a suspeitar de uma condição ou outra, a duração dos sintomas é a principal diferença entre elas. Isso é o que indica a Harvard Health Publishing, que aponta que os resfriados geralmente não duram mais que duas semanas. De fato, um paciente saudável pode se recuperar entre 7 e 10 dias a partir do início dos sintomas.

Em vez disso, as alergias se manifestam enquanto o paciente é exposto ao desencadeante. Por isso, não é incomum que elas durem várias semanas ou até meses. Elas também podem ser intermitentes – ocorrendo por apenas um ou dois dias e retornando quando o paciente entra em contato com o alérgeno novamente. As alergias geralmente são crônicas, piorando quando não são tratadas adequadamente.

Contexto

As diferenças entre as alergias e os resfriados incluem contexto.
No inverno, as condições climáticas podem favorecer uma maior frequência de resfriados, o que é erroneamente associado ao frio.

Outra maneira de diferenciar as duas condições é pelo contexto. Frequentemente acredita-se que os resfriados se desenvolvem a partir do frio, mas na realidade não é esse o caso. A Johns Hopkins Medicine desmente essa crença popular, apontando que os resfriados são mais comuns durante as estações frias pelos seguintes motivos:

  • As pessoas ficam mais em casa ou em locais fechados, o que favorece a transmissão do vírus.
  • A baixa umidade resseca as fossas nasais, removendo uma das principais barreiras que evita a entrada dos microrganismos infecciosos.

Se você esteve em contato com pessoas resfriadas, pode desenvolver a doença também. Isso não acontece com as alergias, pois elas não são infecciosas. Por sua vez, as crises alérgicas são mais frequentes durante algumas estações do ano; a primavera e o verão são as duas épocas em que mais casos são notificados.

Tratamento

Por fim, o tratamento também ocupa um lugar importante nas diferenças entre as alergias e os resfriados. No caso das reações alérgicas, utiliza-se uma terapia à base de anti-histamínicos, corticoides, descongestionantes e lavagens nasais com solução salina. No entanto, os medicamentos são escolhidos de acordo com a gravidade dos sintomas e dos detalhes de cada caso.

Ao mesmo tempo, o paciente é aconselhado a evitar os agentes que provocaram a reação. Isso é feito por meio de hábitos como manter a casa sem poeira, reduzir a interação com animais ou trocar os cobertores e roupas de cama regularmente.

No caso dos resfriados, o tratamento consiste em neutralizar os sintomas. Medicamentos específicos são usados para amenizar a febre, tosse, dor de cabeça e mal-estar geral. Se o quadro for muito leve, o uso deles pode ser desnecessário.

Os medicamentos geralmente não são usados para atacar o vírus, pois o corpo se livra deles por conta própria.

Essas são as principais diferenças entre as alergias e os resfriados. Se você ainda tiver dúvidas sobre o tipo de sintoma que está apresentando, te convidamos a consultar um alergista para descartar qualquer reação alérgica.

Pode interessar a você...
Como as alergias são diagnosticadas?
Muy SaludLeia em Muy Salud
Como as alergias são diagnosticadas?

O diagnóstico das alergias geralmente começa com a percepção dos sintomas. Descubra qual o protocolo para corroborar a relação entre eles.