Cuidados com os pés no verão

Os pés são frequentemente negligenciados nos meses mais quentes do ano. Quer saber como cuidar deles no verão? Aqui, propomos 8 hábitos básicos e eficazes.
Cuidados com os pés no verão

Última atualização: 11 janeiro, 2023

Quando o verão se aproxima, você pensa em muitas coisas. Mostrar o abdômen que você trabalhou durante meses, bronzear um pouco a pele, aproveitar a praia e aproveitar ao máximo o seu tempo livre. No entanto, você raramente medita sobre a importância de cuidar dos pés no verão. Para não acabar estragando suas férias, aqui estão 8 coisas que você pode fazer para protegê-los.

Certamente, os cuidados com os pés é algo que você deve praticar ao longo do ano. No entanto, vários motivos, no verão eles ficam expostos a um maior número de complicações devido ao tipo de atividades que realizamos. A seguir, propomos uma série de dicas para cuidar dos pés no verão.

8 dicas para cuidar dos pés no verão

Nem sempre estamos cientes da importância de nossos pés. Isso nos leva a negligenciá-los ou colocá-los em situações que favorecem sua deterioração. Como nos lembra a American Podiatric Medical Association (APMA), os cuidados com os pés no verão é algo que você não pode deixar de fazer nas férias. Vejamos algumas coisas que você pode fazer para protegê-los.

1. Proteja-os da luz solar

Cuide dos seus pés no verão com protetor solar
A pele que cobre os pés geralmente fica exposta ao sol. Portanto, a aplicação de protetor solar é importante para evitar queimaduras.

A primeira coisa que você deve ter em mente ao cuidar dos pés no verão é protegê-los da luz solar. Normalmente, quando aplicamos protetor solar, priorizamos áreas como braços, rosto ou pescoço. Às vezes esquecemos completamente de aplicar protetor solar nos pés, especialmente na parte superior dos pés.

Lembre-se de que, ao contrário de outras áreas do corpo, os pés quase nunca veem a luz do sol. É por isso que sua pele costuma ser mais sensível, o que o expõe a queimaduras mais rápidas e intensas em contraste com outras áreas do corpo. Lembre-se de que o uso desses produtos não é motivo para se expor ao sol de maneira descuidada.

Conforme as evidências indicam, o grau de proteção proporcionado pelas marcas desses produtos nem sempre corresponde à realidade. Embora, é claro, eles sejam uma linha de defesa indiscutível para evitar a exposição aos raios ultravioleta, você deve evitar a exposição direta prolongada para evitar queimaduras. A interação com água ou areia pode reduzir sua eficácia.

2. Hidrate-os com frequência

Lembre-se de hidratar os pés com a mesma frequência que outras partes do corpo, como rosto, braços ou pernas. Ignorar os pés não é raro durante a rotina de hidratação, o que os impede de se beneficiarem das propriedades benéficas da hidratação.

A hidratação da pele evita a formação de fissuras e confere-lhe um aspecto mais suave, liso e jovem. Os pesquisadores concordam que os cremes de ureia são benéficos ao hidratar a superfície plantar. Ao escolher produtos desse tipo, tente usar aqueles com concentrações desse composto que variam entre 5% e 20%.

Lembre-se de que a pele plantar é uma das mais grossas de todo o corpo. Ao hidratar, evite fazê-lo superficialmente, tente distribuir o produto adequadamente em sua superfície. Sem dúvida, esta é uma das dicas para cuidar dos pés no verão que você não pode ignorar.

3. Escolha o calçado certo

Outro requisito para cuidar dos pés no verão está nos calçados que você escolhe nessa época. Podemos distinguir claramente dois lados: calçado fechado e aberto. Neste ponto, devemos enfatizar que ambos são perfeitamente válidos, desde que você considere alguns detalhes sobre eles.

O calçado fechado escolhido deve ser leve, com uma sola resistente e respirável. As duas primeiras condições permitirão que você caminhe com eles em qualquer lugar sem forçar ou cansar os pés; a segunda evitará que o calor ou a umidade se acumulem após várias horas.

Quanto ao calçado aberto, deve certificar-se de que lhe oferece uma boa gama de estabilidade. Embora seja verdade que você não encontrará nada mais apropriado para a transpiração, às vezes isso é sacrificado pela falta de apoio. Dessa forma, você pode se expor a quedas ou lesões, como entorses de tornozelo. Então, escolha um modelo que considere estável e seguro.

4. Mantenha-os o mais secos possível

Algo que muitas vezes é esquecido depois de ir à praia, piscina ou depois do banho é manter os pés secos. As altas temperaturas ou o contexto em que você se encontra podem levá-lo a pensar que eles vão secar por conta própria, ou, caso contrário, você poderia secá-los, mas apenas superficialmente.

É muito importante prestar atenção aos espaços que separam cada um dos dedos, bem como às dobras que os unem com a planta do pé. Para isso, use uma toalha especial exclusivamente para esta área e leve-a sempre para os locais onde achar que haverá um certo grau de umidade.

5. Use antitranspirantes

O uso de antitranspirantes para os pés é comum em certos tipos de pessoas, como atletas, mas estranho à maioria dos outros. O uso de antitranspirante é muito importante para cuidar dos pés no verão, pois altas temperaturas favorecem a transpiração. Pés suados podem causar mau cheiro e infecções fúngicas.

O pé de atleta é causado por quantidades anormais de suor nos pés. O uso de antitranspirantes deve ser complementado com outros hábitos, como usar meias limpas, lavar as dobras dos dedos com água e sabão, evitar compartilhar calçados e usar pós antifúngicos se tiver tendência a infecções fúngicas.

6. Corte bem as unhas e controle o esmalte

Em geral, os especialistas não questionam o uso de esmaltes no verão, a princípio porque é a época do ano em que os pés ficam mais expostos ao ar livre. No entanto, você deve controlar a frequência com que recorre a eles; especialmente aqueles conhecidos como esmaltes permanentes.

Esses tipos de esmaltes são difíceis de remover, podem enfraquecer as unhas e piorar os quadros de infecções fúngicas. Quando se trata de cortar as unhas, lembre-se de que você deve sempre fazê-lo com um desenho reto. Evite fazer isso dando uma forma arredondada e  evite também cortar cantos. Se possível, tente que sejam cortados corretamente por um especialista.

7. Aplicar medidas para prevenir lesões

É importante e lógico evitar lesões nos pés, especialmente se você for diabético. Os pesquisadores não param de alertar sobre a importância de cuidar dos pés no verão para os diabéticos. Tenha em mente que as complicações relacionadas à lesão e à úlcera são especialmente perigosas nesses locais.

Dessa forma, deve-se ter cuidado com episódios traumáticos que podem levar a cortes, entorses, tendinites, hematomas subungueais, contraturas e outros. Você também deve estar alerta ao andar descalço na praia e em outros espaços. Rochas afiadas ou pequenos cristais de garrafa podem causar ferimentos.

8. Cuidado com o aparecimento de fungos

Para cuidar dos pés no verão é preciso prevenir fungos
As infecções fúngicas podem afetar a pele dos pés (com coceira intensa ou várias lesões) ou unhas (geralmente espessas e amareladas).

Para cuidar dos pés no verão, é preciso monitorar e prevenir o aparecimento de fungos. Por todas as características que já expusemos, o desenvolvimento destes é muito comum durante esta temporada. Além de aplicar tudo o que já sugerimos, você deve estabelecer rotinas para inspecionar o estado dos seus pés.

Nelas você vai avaliar a aparência da unha e as dobras entre os dedos. Se você perceber a presença de uma possível infecção fúngica, aja rapidamente com um antifúngico. Você também pode ir a um especialista para um tratamento mais avançado.

Como você pode ver, as dicas para cuidar dos pés no verão são baseadas no bom senso e em algumas orientações básicas. Não são difíceis de aplicar e, em todo o caso, só se obtêm benefícios. Além da diversão, procure incluir na sua rotina espaços para cuidar da sua saúde. Isso, sem dúvida, é muito importante.

Pode interessar a você...
O que são alergias sazonais?
Muy Salud
Leia em Muy Salud
O que são alergias sazonais?

As alergias sazonais são a manifestação típica de uma reação alérgica. Descubra suas características e tipos mais comuns.



  • Bowering, K., & Embil, J. M. Foot care. Canadian journal of diabetes. 2013; 37, S145-S149.
  • Cobos-Moreno, P., Astasio-Picado, Á., Martínez-Nova, A., Sánchez-Rodríguez, R., Escamilla-Martínez, E., & Gómez-Martín, B. Influence of creams with different urea concentrations on plantar skin hydration. Journal of Tissue Viability. 2021.
  • Diffey, B. Sunscreen isn’t enough. Journal of Photochemistry and Photobiology B: Biology. 2001; 64(2-3), 105-108.

Los contenidos de esta publicación se redactan solo con fines informativos. En ningún momento pueden servir para facilitar o sustituir diagnósticos, tratamientos o recomentaciones provenientes de un profesional. Consulta con tu especialista de confianza ante cualquier duda y busca su aprobación antes de iniciar o someterse a cualquier procedimiento.