As 8 doenças mais comuns em homens e seu tratamento

7 abril, 2021
This article has been written and endorsed by el biólogo Samuel Antonio Sánchez Amador
As doenças mais comuns em homens podem ser de origem genética, metabólica, anatômica ou social. Muitas delas são causadas por obesidade, tabagismo e alcoolismo.

De acordo com o estudo Global Burden of Disease (GBD), 95% da população mundial tem algum tipo de doença. Quase todos os seres humanos estão “doentes” de alguma forma, seja com uma gripe ou uma doença crônica, porém leve, como a dermatite atópica. Assim, é impossível conceber a vida sem problemas de saúde.

De qualquer forma, é surpreendente saber que existem múltiplas patologias cuja prevalência varia entre homens e mulheres. Conforme apontado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), das 40 principais causas de morte no mundo, 33 privilegiam o gênero masculino. Aqui, vamos mostrar as 8 doenças mais comuns em homens.

Quais são as doenças mais comuns em homens?

De acordo com o órgão acima citado, certos hormônios e processos metabólicos predispõem os homens a morrer mais cedo do que as mulheres. De qualquer forma, o fato de membros do gênero masculino desenvolverem certas doenças com mais facilidade também se deve a um grande número de fatores sociais.

Por exemplo, conforme indicado pelo portal Statista, os homens são muito mais propensos ao consumo excessivo de álcool do que as mulheres. O mesmo vale para obesidade, tabagismo, uso de drogas, violência, suicídio e muitos outros hábitos e distúrbios emocionais.

Do ponto de vista histórico, o gênero masculino se cuida menos e se arrisca mais. Os cânones da beleza foram automaticamente associados às mulheres e, portanto, elas tendem a reduzir o consumo de substâncias e alimentos nocivos. Este tema é de grande interesse social, mas não vamos falar sobre ele neste momento.

Por todos esses motivos, além de muitos outros, a expectativa de vida dos homens é menor. A seguir, vamos mostrar as 8 doenças mais comuns em homens, que podem ser leves ou promover a morte precoce do paciente. Não perca.

1. Alopecia androgênica

As doenças comuns em homens incluem a alopecia androgênica.
Embora represente apenas um problema estético, a alopecia androgênica pode diminuir a qualidade de vida.

Alopecia androgênica é um termo médico que se refere à calvície comum, o tipo de queda de cabelo mais comum no gênero masculino. Conforme indicado pela Revista Mexicana de Dermatología, até 45% dos homens (e 10% das mulheres) acabarão desenvolvendo essa condição ao longo de suas vidas.

Essa patologia está mais ligada aos homens, uma vez que os andrógenos (hormônios sexuais masculinos, como a testosterona) agem diretamente em algumas regiões do couro cabeludo, que estão predispostas a serem modificadas. O folículo piloso atrofia até fechar, o que impede o crescimento do cabelo.

2. Infarto do miocárdio

O infarto do miocárdio é um tipo de doença isquêmica do coração, ou seja, uma doença causada pela obstrução e degradação das artérias do coração. Ocorre por causa do acúmulo de gorduras, colesterol e células inflamatórias nas paredes arteriais, que formam um coágulo e impedem o fluxo sanguíneo adequado.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o infarto do miocárdio e outras doenças cardíacas são a principal causa de morte tanto para homens quanto para mulheres em países de alta renda. De qualquer forma, enquanto as mulheres têm maior probabilidade de sofrer infartos após os 55 anos, os homens estão mais propensos a eles a partir dos 45 anos.

Obesidade, colesterol alto, consumo de tabaco, diabetes, uso de drogas ilegais e falta de atividade física promovem, em grande medida, o surgimento de um infarto. Caso se mantenha um estilo de vida adequado, o seu risco é drasticamente reduzido.

3. Câncer de pulmão

Dos cerca de 1 bilhão de pessoas que fumam no mundo todo, apenas 200 milhões são mulheres. Assim, cerca de 40% dos homens do mundo todo são fumantes, enquanto a porcentagem das mulheres é de 9%. Não é nenhuma surpresa, portanto, que o câncer de pulmão apareça mais em homens.

Fumar tabaco é o determinante de 9 em cada 10 casos de câncer de pulmão no gênero masculino. Conforme indicado pelas fontes já citadas, até 1 em cada 2 pessoas viciadas em nicotina acabam morrendo por causa desse hábito nocivo, então os números falam por si só. O consumo de tabaco, atualmente, não se justifica em nenhum caso.

Vamos dedicar mais algumas linhas para explorar os sintomas do câncer de pulmão, já que esta é uma doença grave e com alto índice de letalidade. De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), alguns dos sinais clínicos dessa neoplasia são os seguintes:

  • Tosse persistente que permanece constante ou piora com o tempo.
  • Dor no peito e dificuldade para respirar.
  • Sibilâncias.
  • Tosse com sangue.
  • Sensação de cansaço constante.
  • Perda de peso sem causa aparente.

Esses são alguns dos sintomas do câncer de pulmão, mas que também podem surgir por causa de outras patologias. Se você sente que algo não vai bem com as suas vias respiratórias e você tem histórico de tabagismo, procure um médico rapidamente: prevenir é sempre melhor do que remediar.

4. Câncer de próstata: uma dos tipos de câncer mais comuns em homens

Infelizmente, não vamos sair do campo dos tumores malignos. O câncer de próstata é mais prevalente em homens porque, na verdade, as mulheres não têm próstata e, portanto, não podem desenvolver um tumor neste órgão. Em países como a Espanha, por exemplo, estima-se uma incidência desta doença de 139 casos por 100.000 homens a cada ano (2018).

Por causa da fisiologia masculina, esse tipo de neoplasia é um dos tipos de câncer mais comuns em homens. De fato, ele ocupa o primeiro lugar em termos de câncer em homens em muitas regiões do mundo, mas é menos letal do que o câncer de pulmão.

Novamente, reservamos alguns momentos para falar sobre os sintomas do câncer de próstata. Assim como em outros tipos de neoplasia, a detecção rápida é a chave para a sobrevivência. Por isso, consulte um médico imediatamente diante de qualquer um destes sinais:

  • Diminuição da força do fluxo de urina.
  • Sangue na urina ou sêmen.
  • Redução da produção de urina (oligúria).
  • Dor óssea e perda de peso sem motivo aparente.
  • Disfunção erétil.

Assim como no caso anterior, a cirurgia, a quimioterapia, a radioterapia e as terapias direcionadas geralmente são o caminho a ser seguido, dependendo do estado do tumor e do estado geral de saúde do paciente. O prognóstico depende inteiramente da extensão do tumor e da ocorrência ou não de metástase.

5. Pressão alta

Conforme indicado pelo portal Quirón Salud, a hipertensão é mais prevalente em homens do que em mulheres, exceto a partir da menopausa. Mais de 1 bilhão de pessoas no mundo todo sofrem de hipertensão e, em muitos casos, essa condição se desenvolve sem uma causa aparente.

Embora a etiologia nem sempre seja exata, há vários riscos que predispõem o paciente a desenvolver a hipertensão. Dentre eles, encontramos a obesidade, o histórico familiar, o alto consumo de alimentos com sal, o alcoolismo, o tabagismo, a falta de exercícios e o estresse.

Quase 50% das pessoas com mais de 65 anos têm pressão alta e, portanto, estamos falando de uma das doenças mais comuns não só em homens, mas também em toda a sociedade. Para combatê-la, é fundamental mudar o estilo de vida do paciente (às vezes drasticamente), mas o uso de alguns medicamentos também pode ser necessário.

6. Gota

A gota é uma doença crônica causada pelo acúmulo de cristais de urato monossódico (derivados do ácido úrico) em diferentes partes do corpo, principalmente nas articulações. É mais comum em homens, pois os homens apresentam níveis mais elevados de ácido úrico circulante em geral.

Além de ser mais prevalente em homens, a gota geralmente aparecer mais cedo neles. Isso geralmente ocorre entre os 30 e os 50 anos de idade no sexo masculino, enquanto as mulheres têm uma maior probabilidade de desenvolvê-la após a menopausa.

Conforme indicado pela Clínica Mayo, os anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), a colchicina e os corticosteroides geralmente são os medicamentos prescritos diante deste quadro clínico. Também é necessário que o paciente faça algumas mudanças no seu estilo de vida, tais como aumentar o consumo de água, praticar exercícios regularmente e reduzir os alimentos ricos em purinas.

7. Câncer de testículo: uma das doenças mais comuns em homens jovens

É o tipo de câncer mais comum em pacientes do sexo masculino com idades entre 15 e 45 anos. De qualquer forma, o prognóstico e as expectativas são muito diferentes em relação aos tipos de câncer mencionados acima, uma vez que a taxa de sobrevida 5 anos após o diagnóstico ultrapassa os 95%. Alguns dos sintomas característicos desta neoplasia maligna são os seguintes:

  • Protuberância ou aumento em qualquer um dos 2 testículos.
  • Sensação de peso escrotal.
  • Forte dor abdominal ou na virilha.
  • Acúmulo de líquido no escroto.
  • Aumento das mamas.
  • Dor nas costas.

Muitos casos de câncer de testículo são resolvidos por meio da remoção cirúrgica do testículo afetado.

Às vezes, também é necessário remover os gânglios linfáticos próximos, pois há a probabilidade de que as células cancerosas tenham se disseminado até eles. Dependendo da extensão do tumor, a quimioterapia ou a radioterapia também podem ser necessárias.

8. Hemofilia

As doenças comuns em homens também afetam o sangue.
Os homens têm muito mais probabilidade do que as mulheres de desenvolver essa doença do sangue.

Conforme indicado pela Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, a hemofilia é uma condição rara que geralmente ocorre em homens. Ela se deve a uma alteração nos genes que codificam os fatores de coagulação VIII ou IX, cuja localização é estabelecida no cromossomo X (determinante do sexo feminino).

Um homem com um gene hemofílico defeituoso certamente sofrerá de hemofilia, já que o genoma masculino é XY. Por outro lado, a mulher precisa apresentar cópias dos genes deficientes em ambos os cromossomos (são XX) e, por isso, as chances de desenvolver a doença diminuem. Dessa forma, a sua prevalência é muito maior em homens.

Os principais sinais da hemofilia são o sangramento excessivo e o aparecimento repentino de hematomas. O principal tratamento para essa patologia é a injeção dos fatores de coagulação ausentes na corrente sanguínea do paciente e, desta forma, há uma abordagem “fácil” para a complexidade da patologia.

As doenças mais comuns em homens

Apresentamos algumas das doenças mais comuns em homens, mas estas não são as únicas. Muitas delas são causadas pela fisiologia, anatomia e padrões de herança genética dos homens, mas outras são diretamente causadas pelo estilo de vida inadequado.

Obesidade, alcoolismo e tabagismo, entre muitos outros eventos, diminuem a expectativa de vida. Por isso, grande parte das doenças aqui citadas pode ser combatida por meio de uma alimentação balanceada, evitando drogas e praticando exercícios físicos regularmente. Como se costuma dizer, apostar na saúde hoje é sempre um investimento no futuro.

  • Global Burden of Disease (GBD). Recogido a 25 de febrero en http://www.healthdata.org/gbd/2019
  • Resumen de Estadísticas Mundiales de la Salud (OMS), El País. Recogido a 25 de febrero en https://elpais.com/elpais/2019/04/03/planeta_futuro/1554313576_035882.html
  • Porcentaje de población que consumió alcohol de forma intensiva en España en 2017, por género y frecuencia, Statista. Recogido a 25 de febrero en https://es.statista.com/estadisticas/536553/frecuencia-de-consumo-intensivo-de-alcohol-por-genero-en-espana/
  • Alopecia androgénica, Revista Mexicana de Dermatología. Recogido a 25 de febrero en https://www.medigraphic.com/pdfs/derrevmex/rmd-2015/rmd155f.pdf
  • Principales causas de defunción en el mundo, OMS. Recogido a 25 de febrero en https://www.who.int/es/news-room/fact-sheets/detail/the-top-10-causes-of-death
  • ¿Cuáles son los síntomas del cáncer de pulmón? CDC. Recogido a 25 de febrero en https://www.cdc.gov/spanish/cancer/lung/basic_info/symptoms.htm
  • La hipertensión es más prevalente en hombres que en mujeres, salvo a partir de la menopausia, Quirón Salud. Recogido a 25 de febrero en https://www.quironsalud.es/es/comunicacion/notas-prensa/hipertension-prevalente-hombres-mujeres-salvo-partir-menopa
  • Gota, Mayo Clinic. Recogido a 25 de febrero en https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/gout/diagnosis-treatment/drc-20372903
  • Hemofilia, medlineplus.gov.