O que é uma lipoescultura?

A lipoescultura é um procedimento no qual a gordura é retirada e modelada para proporcionar uma melhor aparência estética. Mostraremos como é feita e seus riscos.
O que é uma lipoescultura?

Última atualização: 13 dezembro, 2022

As cirurgias estéticas têm experimentado um aumento na demanda nas últimas duas décadas. As que visam eliminar o excesso de gordura no corpo são talvez as mais comuns, dentre as quais se destaca a lipoescultura. Muitas vezes confundida com a lipoaspiração, é uma das intervenções mais citadas quando se trata de retirar pequenas regiões com gordura localizada.

Embora, como quase todas as cirurgias desse tipo, as promessas sejam altas, na realidade a lipoescultura oferece resultados que não são alcançados por outros meios. Apenas alguns pacientes podem optar por ela, desde que sejam considerados os riscos envolvidos. Nas linhas a seguir expomos tudo o que você deve saber sobre ela, inclusive suas diferenças com a lipoaspiração.

Características de uma lipoescultura

Lipoescultura não é para todos
Ao contrário da lipoaspiração, a lipoescultura tende a ser realizada em pessoas que já trabalharam em seu corpo por meio de exercícios e dieta.

A lipoescultura é uma intervenção cirúrgica estética cujo objetivo é dar mais tônus e forma a determinados músculos. Não consiste apenas em remover pequenas porções de gordura alojadas em áreas específicas, mas também em movê-las ou moldá-las de forma a criar a ilusão de músculos definidos.

Geralmente é um procedimento ideal para aqueles pacientes que estão próximos do seu peso corporal ideal, mas não conseguiram reduzir a gordura ou remodelar os músculos por outros meios. Muitas vezes é acompanhado por enxerto de gordura de um local para outro para obter a aparência ou textura desejada. As principais características da lipoescultura são as seguintes:

  • Os pacientes devem ter um índice de massa corporal (IMC) igual ou inferior a 30.
  • Outras alternativas são geralmente consideradas quando os músculos estão severamente enfraquecidos (por falta de exercício ou gravidez).
  • O resultado é muito melhor quando o paciente tem boa elasticidade da pele.
  • É usada apenas em áreas específicas ou pequenas, não em todo o corpo.
  • Se acompanhado de dieta e exercício físico, o resultado pode ser permanente.
  • As áreas preferidas para intervenção são o abdômen, coxas, braços e queixo.
  • Muitos pacientes podem retornar à atividade normal após 48 horas (dependendo do grau de intervenção).

Outras características do procedimento

Em média, a lipoescultura é realizada entre 1 e 4 horas e utiliza anestesia local ou geral. Distinguem-se três tipos principais de procedimentos: lipoescultura assistida por energia, assistida por ultrassom ou assistida por laser. A área onde será aplicada e a quantidade de gordura a ser retirada determinam o tipo de lipoescultura que será preferida no momento.

Reiteramos que o procedimento não é utilizado para emagrecer, mas para retirar o excesso de gordura de um corpo já tonificado. Durante a intervenção a gordura é retirada, mas também é acomodada em áreas específicas para delinear contornos, acentuar os músculos ou simplesmente realçar uma área para uma apreciação mais estética.

Diferenças entre lipoaspiração e lipoescultura

Tecnicamente falando, a lipoescultura é um tipo de lipoaspiração. A lipoaspiração é entendida como qualquer procedimento destinado a remover o excesso de gordura e obter um melhor contorno corporal.

Em linhas gerais, a lipoaspiração é pensada para quem quer se livrar do excesso de gordura corporal, enquanto a lipoescultura é para quem conseguiu um certo contorno por meio de dieta e exercícios.

De fato, este último requisito não é atendido pela maioria das pessoas que se submetem à lipoaspiração. Isso porque o objetivo é remover grandes volumes de gordura. Na lipoescultura, como o próprio nome indica, o que se busca é moldar o corpo; o que implica retirar uma porção de gordura estratégica e acomodar outra em um local para melhorar a estética.

Por tudo isso, e sem querer parecer cansativo, a lipoescultura não é um procedimento para emagrecer. Sim, é lipoaspiração, e é justamente aí que está a diferença. Quem passa por um procedimento para moldar o corpo costuma ter meses ou anos de treino e dieta; para que os resultados se encaixem nesse esforço anterior.

Riscos de fazer uma lipoescultura

Lipoescultura pode causar dor transitória
Os riscos associados à lipoescultura são geralmente mínimos e temporários. Um exemplo é a dor na área que foi operada.

Como todo tipo de intervenção cirúrgica (estética ou não), a lipoescultura traz uma série de riscos. Segundo os pesquisadores, as complicações estéticas mais freqüentes são a aparência não natural do contorno e a insatisfação em áreas superficiais. Ambos os riscos são latentes, pois moldar a gordura a partir do gosto do paciente é um desafio para os profissionais que realizam essa intervenção.

A experiência e formação da pessoa que realiza o procedimento determina em grande parte o resultado final, pelo que se deve evitar procurar alternativas em que o preço esteja acima da qualidade. Clínicas ilegais podem realizar a intervenção por um preço muito menor do que o relatado, mas isso aumenta exponencialmente as complicações que podem surgir.

Além da insatisfação estética, os riscos mais comuns de se fazer lipoescultura são os seguintes:

  • Danos aos nervos da pele.
  • cicatrização.
  • Descoloração da pele
  • Inchaço permanente da área operada.
  • Danos às estruturas internas (músculos, vasos sanguíneos, nervos, etc.).
  • Infecções.

Em geral, esse tipo de intervenção é seguro, mas somente quando realizado por profissional qualificado, em ambiente adequado e quando atendidos os critérios específicos dos candidatos.

Se essas variáveis não forem atendidas, o risco das complicações mencionadas aumenta e sua vida pode até ser colocada em risco. Conheça o trabalho anterior e a experiência do especialista se você planeja fazer uma lipoescultura.

Pode interessar a você...
Perder peso durante a menopausa
Muy Salud
Leia em Muy Salud
Perder peso durante a menopausa

Embora pareça um objetivo quase impossível de alcançar, perder peso na menopausa é possível, mas com alguns pontos claros.



  • Danilla, S., Babaitis, R. A., Jara, R. P., Quispe, D. A., Andrades, P. R., Erazo, C. A., … & Sepulveda, S. L. High-definition liposculpture: what are the complications and how to manage them?. Aesthetic plastic surgery. 2020; 44(2), 411-418.

Los contenidos de esta publicación se redactan solo con fines informativos. En ningún momento pueden servir para facilitar o sustituir diagnósticos, tratamientos o recomentaciones provenientes de un profesional. Consulta con tu especialista de confianza ante cualquier duda y busca su aprobación antes de iniciar o someterse a cualquier procedimiento.