19 segredos para estar bem, de acordo com a ciência

Daniela Andarcia · 4 maio, 2021
Existem diferentes opiniões sobre o que significa estar bem, mas, de acordo com os especialistas, isso seria sinônimo de ser saudável. Veremos em detalhes quais são os hábitos que você deve ter para se sentir satisfeito.

O que significa estar bem? Se fizermos esta pergunta para um grupo de pessoas, é muito provável que cada uma tenha uma opinião ou percepção diferente. Pode ser que, para você, estar bem implique se sentir confortável com a pessoa que você é, ou ter a oportunidade de realizar os seus sonhos ou, talvez, ter amigos fiéis e incondicionais ao seu lado.

Na verdade, não importa qual seja a sua melhor versão do que significa estar bem; viver uma vida plena, feliz e satisfatória é possível. Às vezes, você só precisa mudar ou criar alguns hábitos para que isso possa acontecer. Trabalhar os bons hábitos é a chave para estar bem.

Sentir-se bem, a chave para estar bem

Talvez alguns hábitos não sejam para você, causem estresse ou não se adequem ao seu estilo de vida. Nesse caso, não os considere e se livre deles. A chave para descobrir o que funciona e o que não funciona para você é o tempo e a prática.

1. Sorria genuinamente

Quando você sorri, o seu cérebro libera um neurotransmissor chamado dopamina que, quando liberado, traz a sensação de estar feliz. Portanto, não é algo maluco que alguns vejam o sorriso como um sinônimo de felicidade; é quase impossível evitar se sentir dessa forma sem esboçar esse sentimento.

Se você sorri com frequência, mesmo que se sinta deprimido, você pode melhorar o seu humor. Mas espere; isso não significa que você deva manter um sorriso falso no rosto ao longo do dia, pois ele deve ser genuíno.

Talvez isso possa ser um pouco difícil, mas, quando você se sentir triste, tente esboçar pelo menos um pequeno sorriso e você verá a mudança que ele trará nesse mesmo instante.

2. Faça exercício

Para ficar bem, o exercício pode ser necessário.
Que tal um pouco de exercício? São múltiplos os benefícios desse hábito para a saúde.

Dentre as virtudes de fazer exercício regularmente está não apenas a manutenção de uma boa condição física; esta prática também ajuda a reduzir o estresse, a ansiedade, os sintomas de depressão e, como se não bastasse, aumenta a autoestima e produz uma maior sensação de felicidade.

Se você é daqueles que não gosta muito de praticar esportes, não se preocupe; não é necessário que você se exercite diariamente até ficar exausto. Um pequeno treino pode ser o suficiente para notar a diferença. Algumas ideias de atividade física podem ser:

  • Praticar técnicas básicas de yoga ou tai chi.
  • Caminhar por alguns quarteirões depois do jantar.
  • Ao acordar, fazer alguns alongamentos durante cerca de 5 minutos.

As atividades recreativas são excelentes para se exercitar e também se divertir; se você motivar os seus amigos a participar, vocês vão passar momentos agradáveis juntos e haverá muitos benefícios.

3. Tente ter bons sonhos

Parece que não dormir virou moda, mas, na verdade, são as demandas da sociedade moderna que fazem com que cada vez mais pessoas não possam apreciam um descanso e um sono agradável.

Colocar o trabalho antes dos bons sonhos pode levar a muitos problemas de saúde a longo prazo.

Um adulto deve dormir cerca de 7 ou 8 horas por noite. Se durante o dia você sente que precisa dormir um pouco, o seu corpo fica pesado e você não consegue se concentrar, é provável que você não tenha descansado o suficiente durante a noite.

Para melhorar a qualidade do seu sono, considere as seguintes dicas:

  • Para ter uma ideia ou controlar como você está dormindo, comece registrando quantas horas você dorme ao longo de uma semana e o quanto você se sente descansado ao acordar.
  • Tente criar uma rotina: vá para a cama em um horário determinado e tente acordar no mesmo horário todos os dias, independentemente de estar de férias ou se for fim de semana.
  • Antes de ir para a cama, tente fazer uma atividade relaxante, como, por exemplo, tomar um banho ou ler um livro. No entanto, evite comer ou beber em excesso e também tente ficar longe das telas durante menos 30 minutos antes de dormir.
  • Ambiente o seu quarto para que ele seja um local fresco, silencioso e escuro.
  • Compre roupas de cama confortáveis.
  • Não limite os seus cochilos a 20 minutos.

Se mesmo tomando medidas a qualidade do seu sono não melhorar, talvez seja a hora de consultar um médico.

4. Antes de comer, pense primeiramente sobre o seu estado de humor

É bem sabido que os alimentos afetam a saúde física de forma positiva ou negativa; portanto, você deve estar atento para não ingerir alimentos que afetem o seu estado de humor.

  • Os carboidratos simples, por exemplo, liberam serotonina. No entanto, em grandes quantidades, isso faz com que o aumento de energia que ela fornece dure por muito pouco tempo e, portanto, o seu corpo entra em colapso. Para substituí-los, consuma carboidratos complexos, tais como vegetais, grãos integrais ou feijão.
  • Alimentos ricos em proteínas, tais como leguminosas, carne magra e laticínios, liberam norepinefrina e dopamina. Elas fornecem energia e maior foco.
  • Alimentos processados ou fritos podem fazer você se sentir deprimido.

Se você gosta de doces e tiver muita dificuldade para não levar  um grande pedaço de bolo à boca, para satisfazer a sua necessidade, troque esse bolo por algo mais saudável como, por exemplo, um iogurte com frutas. Isso vai te deixar igualmente satisfeito, porém com muito mais energia.

5. Pratique a gratidão

Um estudo publicado no The Journal of Positive Psychology sugere que ser grato traz à tona sentimentos de felicidade e esperança. Por esse motivo, praticar a gratidão pode melhorar o seu estado de humor.

Quando você estiver andando de elevador ou escovando os dentes, por exemplo, pense pelo que você é grato. Focar nesse tipo de pensamento pelo menos uma vez por dia pode trazer muitos benefícios, e não só para a saúde, pois pode até mesmo render uma promoção.

Praticar a gratidão, ainda que por pequenas coisas como um gesto de um colega de trabalho, faz com que você se torne mais consciente do que está ao seu redor e mantenha pensamentos positivos.

6. Não tenha vergonha de fazer elogios

Os atos de gentileza produzem um sentimento de satisfação, conforme afirma um estudo realizado pelo The Journal of Social Psychology. Fazer um elogio sincero e genuíno pode não apenas alegrar o dia de alguém, como também impulsionar o seu próprio bem-estar.

Se você quer que a pessoa leve em consideração o que você quer dizer, a melhor maneira é chamar a sua atenção, fazer o elogio e dar um sorriso genuíno, para que ela veja que você está sendo sincero. Tente observar a sua expressão, pois ela pode fazer você se sentir muito bem.

7. Pratique a respiração profunda

A maioria de nós já perdeu o controle em algum momento. Se isso já te aconteceu e você quer se acalmar, a primeira coisa a fazer é uma respiração longa e profunda; pode-se dizer que esta é a melhor maneira de trazer a calma.

De acordo com um artigo publicado na Harvard Health Publishing, a respiração profunda pode ser eficaz na redução do estresse. É recomendável seguir esses passos quando você sentir que está prestes a perder o controle:

  1. Feche os olhos e se concentre em uma lembrança feliz ou em um lugar bonito.
  2. Respire de forma suave e profunda, pelo nariz.
  3. Em seguida, expire esse ar aos poucos.
  4. Faça esse processo quantas vezes forem necessárias, até se sentir mais calmo.

8. Aceite os momentos infelizes

Não há nenhum problema em reconhecer que você pode ter momentos difíceis. Estar feliz ou se manter positivo quando isso não é verdade pode ser exaustivo. Se você não se sente de bom humor ou receber más notícias, não tente esconder tudo e fingir que está feliz.

Tenha em mente que não é saudável guardar esse sentimento de infelicidade por muito tempo; é recomendável que você o experimente por um curto período para, em seguida, livrar-se desse sentimento.

9. Escreva em um diário

Talvez você possa precisar de ajuda para analisar os seus sentimentos, organizar os seus pensamentos e fazer planos para o futuro; a melhor forma é escrever em um diário para que as suas ideias fluam.

Se você não é tão bom em descrever os seus sentimentos, tente ao menos fazer algumas anotações sobre os seus pensamentos. Não importa se no final você arrancar a página, rasgá-la em pedacinhos e jogá-la no lixo; o que importa é o processo de escrita: isso vai te ajudar a se libertar.

10. Lide com o estresse

Pode parecer loucura, mas existe um estresse positivo. A vida é cheia de fatores de estresse e nem todos são prejudiciais. Um exemplo poderia ser você precisar sair da sua zona de conforto.

A melhor forma de lidar com uma situação estressante é enfrentá-la para obter um resultado ou para nos medirmos e crescermos como pessoas. Se você lidar com o estresse o mais rápido possível, menor será a sensação de nervosismo ou tensão.

11. Aprenda a se organizar para organizar

Você precisa de pelo menos 30 minutos duas vezes por semana; este tempo é o suficiente para colocar em ordem alguns locais da sua casa como, por exemplo, o armário, as gavetas da cozinha ou as prateleiras da sala, desde que mantenha o que fez sob controle.

A longo prazo, esse tipo de rotina tem um bom efeito no final do mês. Para uma maior eficácia e controle do tempo, pegue um cronômetro e programe 25 minutos para organizar e limpar áreas específicas do seu quarto, sala, cozinha ou banheiro.

Use os minutos restantes para recolher as coisas que estiverem fora do lugar nos espaços que você mais frequenta na sua casa.

12. Passe um tempo com os amigos

Para estar bem é bom compartilhar com os amigos.
Sorrir e estar com os amigos é fundamental para se sentir bem!

As amizades de qualidade agregam valor emocional ao ser humano; sem dúvida, elas nos fazem felizes. Comunicar-se por telefone às vezes não é suficiente. Como seres sociais, precisamos do contato humano. Para isso, marcar um encontro semanal com uma pessoa querida para conversar é, sem dúvida, reconfortante.

Caso os seus amigos estejam muito longe de você, é possível explorar outras opções como, por exemplo, inscrever-se em clubes de atividades que você gosta. Passar um tempo com pessoas com gostos parecidos proporciona temas para conversar e, dessa forma, talvez você aumente o seu círculo de conhecidos.

Mas se você é dessas pessoas que pensam que fazer amigos na idade adulta é quase impossível, há evidências científicas de que os amigos de quatro patas são tão eficazes quanto as amizades humanas.

13. Programe a sua semana

O domingo é ideal para planejar o novo começo da semana; tente fazer uma lista simples que você possa enriquecer gradualmente. Considere as tarefas que não podem ser evitadas, tais como lavar roupa e fazer compras.

A disciplina e o comprometimento são a chave para concretizar esse prazo, assim como seguir o plano é vital para a criação desses hábitos semanais. Não se esqueça de adicionar atividades de que você goste: coloque as suas diversas atividades semanais no papel ou, se preferir, no seu celular.

14. Deixe o telefone de lado por um tempo

Faça uma pausa do seu telefone de uma hora por semana; guarde o tablet, os fones de ouvido e qualquer outro dispositivo que te mantenha conectado ao mundo digital. Desta forma, você poderá se dedicar livremente a outras atividades, tais como ler, caminhar, treinar ou praticar um esporte.

Para começar, isso pode ser feito durante menos tempo, aumentando gradualmente até chegar ao limiar de uma hora; esta atividade vai te fazer apreciar melhor tudo ao seu redor.

15. Aproveite a natureza

Dar um passeio de pelo menos 45 minutos em áreas verdes, dormir um pouco na grama verde ou passar uma tarde na praia a desfrutar das ondas é relaxante e gratificante.

Um estudo publicado na Scientific Reports mostrou que passar 30 minutos em locais como os descritos reduz os sintomas de depressão e a pressão arterial.

16. Tente meditar

A meditação é uma atividade a ser descoberta, já que existem vários métodos para realizá-la. Por exemplo, ela pode envolver movimento, concentração, mantras espirituais ou uma mistura destes.

Sem dúvida, meditar é uma atividade interessante e que está longe de ser complicada; você pode começar se sentando em silêncio durante cerca de 8 minutos em um local fresco e relaxado. Tente incorporar exercícios de respiração profunda.

Em geral, isso vai te ajudar a aliviar as emoções negativas e a melhorar a sua saúde emocional; a sua prática contínua vai fazer com que você se torne consciente de que a atitude perante a vida é importante para alcançar a felicidade.

17. Procure a ajuda de um terapeuta

Se sentir que precisa de ajuda, você pode optar por um profissional. Um terapeuta tem os recursos e estratégias necessárias para lidar com os problemas que parecem te oprimir.

Talvez você possa fazer sessões uma vez por semana até se sentir mais aliviado; não é necessário passar por uma crise para buscar as ferramentas que podem ser fornecidas por um terapeuta.

18. Desenvolva hábitos de cuidados pessoais

As boas práticas de higiene pessoal incluem vários hábitos que vão desde a higiene, a alimentação e as vestimentas até a aparência pessoal.

Pequenas práticas, tais como um banho quente, uma rotina de cuidado facial ou uma corrida de 30 minutos, vão fazer com que você se sinta revigorado. Reserve um tempo para cuidar de si mesmo e se sentir especial.

19. Aprenda a se divertir sozinho

Talvez ninguém esteja disponível para sair, mas isso não deve ser um impedimento para visitar o seu restaurante favorito e pedir o prato que você mais gosta, assistir a um filme de grande sucesso ou fazer uma viagem para um lugar que você sempre quis.

Passar um tempo sozinho, pelo menos uma vez por mês, pode te ajudar a se conectar e a estar bem consigo mesmo.

É possível estar bem, basta tentar

A versão do que é estar bem difere de pessoa para pessoa. Elucidar o seu próprio conceito de estar bem pode te ajudar a se concentrar nesse objetivo para alcançá-lo. No entanto, independentemente da sua percepção e daqueles ao seu redor, estar bem é algo que não pode ficar afastado da saúde.

Portanto, ter bons hábitos pode te ajudar a alcançar o bem-estar geral e a se sentir bem consigo mesmo. Desfrutar da natureza, praticar a respiração profunda, sorrir com mais frequência ou fazer exercícios são alguns exemplos.

  • Charlotte vanOyen Witvliet, Fallon J. Richie, Lindsey M. Root Luna & Daryl R. Van Tongeren (2019) Gratitude predicts hope and happiness: A two-study assessment of traits and states, The journal of positive psychology, 14(3), 271-282. https://doi.org/10.1080/17439760.2018.1424924
  • Kathryn E. Buchanan & Anat Bardi (2010) Acts of Kindness and Acts of Novelty Affect Life Satisfaction, The Journal of Social Psychology, 150(3), 235-237. https://doi.org/10.1080/00224540903365554
  • Harvard Health Publishing (2020). Relaxation techniques: Breath control helps quell errant stress response. Retrieved July 6, 2020 from https://www.health.harvard.edu/mind-and-mood/relaxation-techniques-breath-control-helps-quell-errant-stress-response
  • National Center for Biotechnology Information (2021). PubChem Compound Summary for CID 439260, Norepinephrine. Retrieved March 10, 2021 from https://pubchem.ncbi.nlm.nih.gov/compound/Norepinephrine.
  • McConnell, A. R., Brown, C. M., Shoda, T. M., Stayton, L. E., & Martin, C. E. (2011). Friends with benefits: on the positive consequences of pet ownership. Journal of personality and social psychology, 101(6), 1239–1252. https://doi.org/10.1037/a0024506
  • Shanahan, D. F., Bush, R., Gaston, K. J., Lin, B. B., Dean, J., Barber, E., & Fuller, R. A. (2016). Health Benefits from Nature Experiences Depend on Dose. Scientific reports, 6, 28551. https://doi.org/10.1038/srep28551