Miopia: sintomas, causas e tratamento

Os problemas de visão podem surgir em qualquer fase da vida, sendo a miopia um dos mais frequentes. Felizmente, o tratamento é muito simples, embora dependa de um diagnóstico precoce.
Miopia: sintomas, causas e tratamento

Escrito por Luis Rodolfo Rojas Gonzalez, 09 Junho, 2021

Última atualização: 10 Junho, 2021

Os erros de refração são problemas oculares comuns que afetam a acuidade visual, modificando a incidência dos raios de luz na retina. Um desses tipos de erros é a miopia, que pode ser definida como a ‘dificuldade de ver claramente alguns objetos distantes’.

O olho humano possui múltiplos meios de refração da luz, que são responsáveis por direcionar os raios e focalizá-los em um ponto específico da retina. As estruturas mais importantes são a córnea e o cristalino, embora a forma e o tamanho do globo ocular também tenham uma grande influência.

A miopia é um distúrbio da acuidade visual que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Na verdade, a Academia Americana de Oftalmologia afirma que 25% dos norte-americanos sofrem com ela. Essa condição tende a se agravar com o passar dos anos, por isso seu diagnóstico e tratamento são de grande importância.

Causas da miopia

Causas da miopia.
Alguns casos de miopia aparecem desde muito cedo.

Todos os raios de luz devem atingir um ponto específico da retina denominado fóvea para garantir a melhor acuidade visual; no entanto, erros de refração desviam esses raios. De um modo geral, o problema de visão em questão é devido a um problema com a córnea, cristalino ou tamanho do globo ocular.

Uma das principais causas é o alongamento excessivo do globo ocular, ou seja, ele é mais longo que o normal. Esse aumento de tamanho faz com que a imagem observada se forme na frente da retina e não nela. Quando o problema refrativo é devido a essa causa, é denominado miopia axial e geralmente é congênito.

Também pode haver um aumento na curvatura da córnea ou do cristalino, que terá o mesmo efeito que um aumento no tamanho do globo ocular. Neste caso, o problema é conhecido como miopia de curvatura, sendo adquirido na fase adulta.

Algumas substâncias, como o humor vítreo e o humor aquoso, participam da refração dos raios de luz, portanto, alterações neles podem gerar miopia. Este tipo específico de miopia está relacionado ao envelhecimento, portanto pode ser confundido com presbiopia.

Todos os problemas acima mencionados podem aparecer em qualquer pessoa e podem ser devidos tanto a fatores genéticos quanto a fatores ambientais. A origem genética da doença apresenta cifras mínimas em todo o mundo, por isso ela costuma ser associada à industrialização, poluição e alimentação na infância.

Sintomas

O principal sintoma da miopia é a diminuição da acuidade visual, especialmente com objetos à distância. Nesse sentido, objetos localizados nas proximidades são observados com grande clareza, enquanto objetos distantes tendem a ser observados como borrados ou com bordas borradas.

Na maioria dos casos, os olhos tentam se adaptar e melhorar a visão por conta própria, de modo que a acuidade visual tende a diminuir quando a doença avança. Existem alguns sintomas que podem indicar a presença de um problema de refração, entre os quais se destacam:

  • Dificuldade em observar objetos ao dirigir veículos.
  • Visão turva à noite.
  • Aproximar-se dos objetos para vê-los.

Miopia em crianças

Esse problema de refração pode surgir desde a infância, porém é mais difícil de diagnosticar nesta fase da vida. A visão das crianças ainda está em desenvolvimento, então os meios de refração são mais flexíveis e tendem a se adaptar melhor a todas às mudanças, sem apresentar visão turva.

No entanto, problemas de visão em crianças pequenas podem gerar alguns sintomas muito sutis, entre os quais se destacam:

  • Piscar constantemente.
  • Esfregar os olhos com frequência.
  • Necessidade de sentar mais perto da TV.
  • Apertar os olhos constantemente.
  • Não perceber objetos distantes.

Diagnóstico

Miopia como um problema de refração.
Essa condição pode afetar a quase qualquer pessoa.

O diagnóstico precoce da patologia é de extrema importância para prevenir a sua progressão. A miopia pode piorar a ponto de causar perda de visão; de fato, estudos mostram que a miopia é a terceira causa mais comum de cegueira no mundo, depois do glaucoma e da catarata.

Nesse sentido, é de vital importância ir ao oftalmologista quando houver suspeita de existência da doença, só ele poderá fazer uma análise e um diagnóstico preciso. Um dos métodos mais precisos de detecção de miopia é o teste refrativo.

Durante um exame refrativo, o especialista pode usar vários aparelhos com lentes e solicitar que você os examine. Outros testes úteis são a medição da acuidade visual por meio de gráficos e um exame de saúde ocular com pupilas dilatadas.

Tratamento da miopia

Um dos tratamentos mais utilizados para a correção da miopia é o uso de óculos ou lentes de contato divergentes. Ambos os artefatos têm a vantagem de não serem invasivos e podem ser usados para corrigir o defeito, independentemente de sua gravidade.

No entanto, esses métodos podem causar problemas estéticos ou o aparecimento de terçol quando a limpeza não é feita de forma adequada..

Por outro lado, estudos mostram que 80% dos casos de miopia são decorrentes de alterações na córnea, de modo que determinados tratamentos cirúrgicos podem corrigir o defeito de forma permanente. O procedimento consiste na utilização de um laser para modificar a curvatura da córnea.

Apesar da sua grande utilidade, nem todos os pacientes são adequados para uma operação a laser. É necessário atender aos seguintes requisitos:

  • Ter mais de 18 anos.
  • Possuir defeito entre 1 e 15 dioptrias.
  • Que o problema não tenha piorado significativamente no último ano.
  • Córnea de uma espessura específica.

Nos últimos anos, múltiplas investigações demonstraram a eficácia do uso de atropina 0,01% para prevenir a progressão do erro refrativo em crianças. Isso porque ela interfere no mecanismo de crescimento do globo ocular, embora o mecanismo de ação ainda não esteja totalmente esclarecido.

O diagnóstico precoce é essencial

A miopia é um dos problemas refrativos mais frequentes em todo o mundo, porém seu diagnóstico pode ser tardio, principalmente quando o problema é leve e ocorre em crianças pequenas. Nesse sentido, é extremamente importante ir ao oftalmologista quando algum dos sintomas descritos aparecer.

O diagnóstico precoce e o tratamento oportuno da doença são essenciais para evitar que o problema progrida e cause cegueira. Felizmente, existem várias opções de tratamento disponíveis que se adaptam a cada caso particular, é melhor falar com o especialista e decidir qual é a melhor opção.

Pode interessar a você...
5 técnicas de respiração para dormir melhor
Muy Salud
Leia em Muy Salud
5 técnicas de respiração para dormir melhor

As técnicas de respiração nos ajudam a dormir melhor, na medida em que as praticamos de forma contínua. Confira as 5 técnicas mais importantes!



  • Ordoñez-Toro J, Rey-Rodríguez D, García-Lozada D, Benavidez S. Alteraciones anatómicas oculares y prevalencia de miopía alta. Revista Mexicana de Oftalmología. 2019;93(2).
  • Esteva E. Óptica. La miopía y las técnicas para combatirla. Offarm. 2001; 20(9): 138-143.
  • Pérez Flores I. Tratamiento médico de la miopía. Acta Estrabológica. 2018; 46(2): 79-74.
  • Tay SA, Farzavandi S, Tan D. Interventions to Reduce Myopia Progression in Children. Strabismus. 2017;25(1):23-32.
  • Cooper J, Tkatchenko AV. A Review of Current Concepts of the Etiology and Treatment of Myopia. Eye Contact Lens. 2018;44(4):231-247.
  • Morgan IG, French AN, Ashby RS, Guo X, Ding X, He M, Rose KA. The epidemics of myopia: Aetiology and prevention. Prog Retin Eye Res. 2018;62:134-149.