Deficiência de vitamina B12: quais são as suas consequências?

13 março, 2021
This article has been written and endorsed by el nutricionista Saúl Sánchez
Um aporte inadequado de vitamina B12 pode levar ao desenvolvimento da anemia, uma patologia que causa cansaço e fadiga crônica, condicionando os hábitos de vida. Veremos quais são as consequências da sua deficiência prolongada.

A vitamina B12 pertence ao grupo das solúveis em água. É encontrada em alimentos de origem animal e o seu aporte contínuo é necessário para evitar o seu déficit. A seguir, vamos falar mais sobre esse nutriente, tão importante para a vitalidade.

Primeiramente, é preciso esclarecer que existem certas dietas restritivas, como a vegana, que não incluem alimentos de origem animal no seu espectro. Isso gera um impacto negativo nos níveis de vitamina B12, tornando a sua suplementação essencial para prevenir problemas maiores.

Funções da vitamina B12

A principal função da vitamina B12 é participar da síntese dos glóbulos vermelhos, conforme afirma um estudo publicado na revista Frontiers in Nutrition. Por isso, a sua falta pode condicionar malformações nessas células, o que está relacionado a problemas de saúde que veremos mais adiante.

Paralelamente, esse micronutriente também atua em diferentes vias metabólicas relacionadas às proteínas. Além disso, garante o bom funcionamento do sistema nervoso central, de acordo com a literatura científica mais recente.

Como conseguir o aporte adequado dessa substância?

Conforme afirmamos, a vitamina B12 é encontrada em alimentos de origem animal. Carnes, ovos e laticínios são fontes desse nutriente. Portanto, uma dieta variada deve garantir que os requisitos sejam atendidos, evitando complicações maiores.

No entanto, o problema surge diante das dietas restritivas. A vegana, por exemplo, carece de alimentos em seu espectro que contenham este micronutriente, por isso é necessário incluir um suplemento que o contenha.

Em condições normais e assumindo uma dieta saudável e variada, a deficiência de vitamina B12 é rara. O aporte deve ser diário e, embora não haja depósitos significativos no corpo, devido à sua natureza solúvel em água, os sintomas da sua deficiência demoram a se manifestar.

Suplemento de vitamina B12.
Suplementos artificiais de vitamina B12 podem ser indicados em casos de dietas restritivas.

Consequências da deficiência de vitamina B12

A primeira das consequências da deficiência de vitamina B12 na dieta é o aparecimento da anemia megaloblástica. Isso é evidenciado por pesquisas atuais. Ocorre um defeito na produção de glóbulos vermelhos que os torna ineficientes no transporte de oxigênio.

O principal sintoma deste tipo de anemia é o cansaço. O sangue tem o seu conteúdo de oxigênio reduzido e, assim, este elemento atinge as células em menor extensão. Uma vez que muitas vias fisiológicas e metabólicas são dependentes dessa molécula, a sua eficiência é condicionada. Por isso, não é nenhuma surpresa que se surja uma situação de fadiga crônica.

Além disso, também podem surgir outros problemas a partir de uma ingestão inadequada deste nutriente. Estudos recentes relacionam um baixo nível de vitamina B12 com um aumento no desenvolvimento de doenças cardiovasculares, especialmente no contexto dos idosos. O aporte ineficiente deste micronutriente pode causar um aumento na concentração de homocisteína, uma substância associada a um risco cardíaco aumentado.

Por fim, cabe observar que a sua deficiência gera problemas relacionados à cognição. Sintomas do sistema nervoso central têm sido associados a pacientes pediátricos que apresentam uma ingestão inadequada deste nutriente.

O que fazer com a deficiência de vitamina B12?

Se sentir fadiga ou cansaço e não conseguir encontrar uma explicação clara para esta situação, é aconselhável procurar um especialista para avaliar a situação. O médico pode solicitar um exame que mostre os valores de vitamina B12, ferro e dos hormônios mais importantes.

O mais comum é que o médico prescreva um suplemento de vitamina B12 para corrigir a deficiência que foi criada. No entanto, este é apenas um pequeno passo para solucionar o problema. É apropriado complementar o tratamento com um profissional da nutrição, a fim de avaliar a dieta habitual e detectar possíveis ineficiências no seu aporte.

Desta forma, caso seja adotada uma dieta restritiva, será necessário estabelecer quais são os suplementos alimentares que devem ser consumidos regularmente e em que doses. Se a dieta for variada, pode ser necessário introduzir regularmente alimentos com alta densidade, tais como carnes vermelhas ou carnes orgânicas.

Outras causas de anemia

A sensação de cansaço e fadiga crônica pode ser o sinal de alerta de que existe um processo de anemia. No entanto, a causa nem sempre precisa ser uma deficiência de vitamina B12. É ainda mais frequente que a origem do problema seja a ingestão ineficiente de ferro.

Por esse motivo, caso seja detectada a anemia ferropriva, a solução mais eficaz geralmente é a administração e prescrição de ferro artificial e a modificação dos hábitos alimentares. Em relação à anemia em geral, o mais indicado é a prevenção, pois, uma vez que a patologia se desenvolve, a melhora ocorre lentamente.

Excesso de vitamina B12 e seus problemas

Assim como a deficiência de vitamina B12 é considerada prejudicial à saúde, o excesso dela também pode ser contraproducente. Algumas pesquisas publicadas em 2019 relacionaram a ingestão excessiva e crônica dessa vitamina a um risco aumentado de desenvolver câncer de pulmão.

Certamente, os resultados ainda não contam com o mais alto nível de evidência. No entanto, vários artigos sugerem que uma ingestão muito elevada de vitaminas do complexo B pode ser prejudicial para o funcionamento de vários sistemas, até mesmo do ponto de vista cardiovascular.

Por esse motivo, a suplementação não deve ser prescrita como regra geral para toda a população. O ideal é analisar cada caso e sempre tentar introduzir o nutriente através dos alimentos. Somente se isso não for possível é que um suplemento que evite o déficit deve ser avaliado.

É preciso ter cuidado com os multivitamínicos. Esses produtos geralmente apresentam megadoses de alguns micronutrientes que, quando administrados de forma sustentada, não colaboram com o organismo e o seu metabolismo. Existem até mesmo alguns que são enriquecidos com cafeína, o que pode gerar tolerância à substância.

Alimentos com vitamina B12.
A vitamina B12 é obtida a partir de alimentos de origem animal, portanto, a dieta vegana carece deste micronutriente.

A importância de uma alimentação variada

Para evitar o desenvolvimento de patologias derivadas do déficit ou overdose de certos nutrientes, o mais adequado é propor uma alimentação variada. Produtos de todos os grupos devem fazer parte da dieta habitual, procurando não fazer restrições.

Da mesma forma, é aconselhável evitar os elementos que se mostraram tóxicos em qualquer quantidade. Estamos falando do álcool e do tabaco, além de certos aditivos escondidos em produtos ultraprocessados. Os nitritos usados como conservantes podem ser um exemplo claro disso.

Ao mesmo tempo, o exercício regular é recomendado. A atividade física melhora o funcionamento do metabolismo e as reações fisiológicas que ocorrem constantemente no corpo humano. Lembre-se de que o sedentarismo é um dos fatores de risco mais frequentes.

Vitamina B12: um nutriente essencial

A vitamina B12 é um nutriente que não pode ser fabricado endogenamente no corpo humano, por isso ela deve ser fornecida por meio da alimentação. No entanto, ela só é encontrado em produtos de origem animal. Planos alimentares restritivos podem ser deficientes neste elemento.

Caso seja detectada uma ingestão ineficiente, pode ser apropriado propor a suplementação artificial, embora esta nunca deva ser estendida cronicamente ao longo do tempo. O ideal é a ingestão através da alimentação, a fim de garantir um consumo adequado e natural.

Lembre-se de que os sinais de deficiência de vitamina B12 nunca são imediatos, mas podem ocorrer a médio prazo ou gradualmente. Dessa forma, caso sinta cansaço ou fadiga crônica, procure um especialista para fazer uma avaliação. O exame de sangue geralmente é a ferramenta de diagnóstico neste caso.

Posteriormente, é recomendável consultar o nutricionista para adequar o plano alimentar e evitar que essa situação se repita no futuro. Desta forma, você vai melhorar a sua saúde e prevenir patologias complexas.

  • Obeid R., Heil SG., Verhoeven MA., Heuvel EG., et al., Vitamin B12 intake from animal foods, biomarkers, and health aspects. Front Nutr, 2019.
  • Pavlov CS., Damulin IV., Shulpekova YO., Andreev EA., Neurological disorders in vitamin B12 deficiency. Ter Arkh, 2019. 91 (4): 122-129.
  • Rivera-Rodríguez, Krystal M., and Raúl H. Morales-Borges. "¿ Están asociados los niveles altos de B12 con el cáncer?." INDEX: 39.
  • Langan RC., Goodbred AJ., Vitamin B12 deficiency: recognition and management. Am Fam Physician, 2017. 96 (6): 384-389.
  • Spence JD., Metabolic vitamin B12 deficiency: a missed opportunity to prevent dementia and stroke. Nutr Res, 2016. 36 (2): 109-16.
  • Serin HM., Arslan EA., Neurological symptoms of vitamin B12 deficiency: analysis of pediatric patients. Acta Clin Croat, 2019. 58 (2): 295-302.
  • Fanidi A., Carreras Torres R., Larose TL., Yuan JM., et al., Is high vitamin B12 status a cause of lung cancer? Int J Cancer, 2019. 145 (6): 1499-1503.