Prevenção da anemia

Nem todos os tipos de anemia podem ser evitados. No entanto, os que podem ser prevenidos necessitam de medidas muito simples.
Prevenção da anemia

Escrito por Maite Córdova Vena, 01 Junho, 2021

Última atualização: 03 Junho, 2021

É possível prevenir a anemia por deficiência de folato, ferro ou vitamina B12. Para isso são necessárias algumas melhorias na dieta e algumas orientações adicionais muito simples de aplicar e que também ajudam a melhorar o estilo de vida.

Uma alimentação saudável é importante, mas quando se trata de prevenir ou combater uma deficiência nutricional, é preciso saber como fazê-lo.

Isso porque, muitas vezes, as pessoas misturam alimentos ou consomem pratos que, embora nutritivos, saborosos e apetitosos, não são os mais convenientes quando há risco de desenvolver um quadro de anemia ou esta já foi detectada em fase inicial.

Vamos ver mais sobre isso a seguir:

Dieta saudável

A dieta mediterrânea e a prevenção da anemia
Felizmente, vários tipos de dieta – como a mediterrânea – são eficazes na prevenção de alguns tipos de anemia.

As orientações dietéticas enfatizam três coisas: comer o suficiente, de forma equilibrada e inteligente. Isso significa que devemos não apenas seguir o impulso de saciar a fome, mas aprender a priorizar (espontaneamente) tudo o que nos traga saúde a curto e longo prazo.

Existem pessoas que comem o suficiente, mas não de forma equilibrada ou nutritiva. Tomar um café com torradas no café da manhã ou almoçar um prato de batatas com bacon sacia a fome, mas não é o melhor plano para todos os dias da semana, muito menos para longos períodos de tempo. Falta variedade em cada uma das refeições e também um maior equilíbrio entre os grupos alimentares.

Atualmente, além de consultar o médico sobre o que pode ser feito para prevenir a anemia, é possível recorrer a um nutricionista. Ambos profissionais podem oferecer orientações corretas sobre como estruturar um plano alimentar adequado, de acordo com as necessidades individuais e de saúde e, claro, estilo de vida.

Também é possível usar algumas dietas como referência. Nesse sentido, a Mediterrânea costuma ser uma das mais consideradas, já que faz parte do top 10 das dietas mais saudáveis do mundo.

Em 2009, foi publicado um estudo no qual foram analisados os efeitos de uma dieta baseada no modelo mediterrâneo em relação à biodisponibilidade do ferro e a quantidade do mesmo no organismo de adolescentes.

Os pesquisadores concluíram que uma dieta baseada em modelos mediterrâneos pode melhorar a utilização do ferro na dieta durante a adolescência e prevenir a deficiência deste nutriente.

Um ano depois, foi publicado um estudo no qual foi observada uma relação entre essa dieta e a ingestão de ferro. Isso levou os pesquisadores a formularem uma hipótese sobre sua possível contribuição para a prevenção da anemia e outros problemas de saúde, especialmente doenças neurodegenerativas.

Orientações alimentares comuns

A prevenção da anemia inclui o consumo de carne vermelha.
A carne vermelha contém uma grande quantidade de sulfato ferroso, que é útil para a produção de hemoglobina.

De acordo com um documento elaborado pela Organização Mundial da Saúde, a prevenção da anemia por meio da alimentação deve incluir o seguinte:

  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em ferro.
  • Aproveitar as fontes vegetais ricas em ferro, como legumes e vitamina A ou carotenos.
  • Incorporar regularmente na dieta frutas e vegetais ricos em ácido cítrico ou ascórbico (por exemplo, frutas cítricas), para aumentar a absorção de ferro não heme no corpo.
  • Ao preparar as refeições: a germinação, a fermentação e a imersão podem melhorar a absorção do ferro.
  • Evitar o consumo de café e chá junto às refeições para que a absorção do ferro não seja dificultada, e manter um baixo consumo dessas bebidas de forma geral.
  • Moderar o consumo de laticínios e evitá-los ao ingerir fontes de ferro. Por exemplo: não é aconselhável consumir creme de espinafre (feito com leite).
  • Evite o consumo de fast-food e alimentos ultraprocessados.

Recomendações Finais

Antes de fazer mudanças drásticas na sua dieta ou comprar uma vitamina ou outro suplemento para prevenir a anemia, é melhor consultar o seu médico. O consumo indiscriminado e não supervisionado de suplementos pode ser contraproducente, e em muitos casos é preferível não correr riscos.

Se você melhorou sua dieta e percebeu cansaço, fraqueza ou outros desconfortos, é melhor ir a um especialista, fazer um check-up para saber o que pode estar acontecendo e qual poderia ser o tratamento mais adequado, e aguardar até até que esse tratamento seja prescrito.

Em suma, as anemias mais comuns podem ser prevenidas e resolvidas de forma simples se as orientações do profissional forem seguidas e hábitos saudáveis de vida forem mantidos.

Pode interessar a você...
Dieta mediterrânea: tudo o que você precisa saber
Muy Salud
Leia em Muy Salud
Dieta mediterrânea: tudo o que você precisa saber

A dieta mediterrânea enfatiza a ingestão de frutas e vegetais, o que gera um impacto positivo sobre o funcionamento do corpo.



  • “Anemia Por Falta de Hierro – Trastornos de La Sangre – Manual MSD Versión Para Público General.” n.d. Accessed May 27, 2021. https://www.msdmanuals.com/es/hogar/trastornos-de-la-sangre/anemia/anemia-por-falta-de-hierro.

  • “Anemia Por Deficiencia de Folato: MedlinePlus Enciclopedia Médica.” n.d. Accessed May 27, 2021. https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/000551.htm.

  • Dwyer BE, Zacharski LR, Balestra DJ, et al. Potential Role of Iron in a Mediterranean-style Diet. Arch Neurol. 2010;67(10):1286–1288. doi:10.1001/archneurol.2010.245
  • Mesías M, Seiquer I, Muñoz-Hoyos A, Galdó G, Navarro MP. The beneficial effect of Mediterranean dietary patterns on dietary iron utilization in male adolescents aged 11-14 years. Int J Food Sci Nutr. 2009;60 Suppl 7:355-68. doi: 10.1080/09637480903170641. PMID: 19763992.
  • Nutritional anaemias: tools for effective prevention and control. Geneva: World Health Organization; 2017. Licence: CC BY-NC-SA 3.0 IGO.